Com boa estrutura, Ecopraia da Tartaruga traz conforto aos visitantes

Situada numa ilha que se forma quando as águas baixam, a natureza privilegia o espaço, ideal para aproveitar as férias de julho

  
  
Praia da Tartaruga, em Peixe

Um complexo turístico e de lazer a céu aberto, a 320 km de Palmas, no sudeste do Estado. Este local é a Ecopraia da Tartaruga, em Peixe que, dentre as praias de maior fluxo turístico no rio Tocantins, destaca-se pela sua estrutura e beleza natural. Situada numa ilha que se forma quando as águas baixam, a natureza privilegia o espaço, ideal para aproveitar as férias de julho.

Com programação até o dia 01 de agosto, a praia conta com apoio técnico da ADTUR, que promoveu in loco consultorias em produtos da gastronomia, manipulação de alimentos e atendimento, além de realizar a Pesquisa do Público Participante e Diagnóstico da Temporada de Praia.

Com acesso pela BR 153, BR 242, TO 220, a travessia de barco custa R$5,00 ida e volta e é gerenciada pela Associação dos Barqueiros de Peixe. Os turistas podem apreciar o belo pôr do sol e alegrar-se com os shows musicais, animados por bandas e dj’s. Há ainda programação esportiva com circuito de vôlei de praia e beach soccer.

Praia da Tartaruga, em Peixe

Os bares e restaurantes oferecem cardápios variados, como o famoso peixe frito (caranha, tucunaré e curvina, os mais pedidos), até o carneiro assado na brasa. As porções chegam até R$ 40,00 e os pratos custam em torno de R$10,00 por pessoa; no self-service de R$ 17 a 20 o quilo. Depois de uma boa refeição o turista pode passar na barraca de licores e experimentar as delícias feitas de frutas regionais como o caju, manga, jenipapo.

Segundo uma das organizadoras, Eulene Souza Lopes, tudo foi pensado e executado buscando o bem-estar dos visitantes. São 12 barracas comerciais, seis quiosques, salão de jogos eletrônicos, além de 20 mesas de sinuca, com direito a campeonato. “Na Ilha da Tartaruga, o turista encontra de tudo. O mini-mercado, com mercadorias que vão desde produtos de higiene pessoal até o famoso arroz e feijão dão o toque para o visitante se sentir em casa”, informou.

Esse ambiente familiar é confirmado pelas 14 tendas com divisórias que formam verdadeiras casas às margens do rio. E, diga-se de passagem, todas locadas por famílias do Tocantins, Goiás, Distrito Federal e até de Minas Gerais, que pagam diárias de R$ 300,00. Há ainda duas áreas de camping de 1.000m2 com tendas espalhadas em toda extensão da praia, sem custos para os acampados. Na cidade, o turista pode se hospedar em hotéis e pousadas com diárias, a partir de R$35,00 e ainda há o sistema alternativo, hospedagem em casas de família onde se paga em média R$20,00.

A beleza do local é impressionante para os mais apaixonados. Para o casal de turistas Laércio Radin e Simone Radin, que veio de Santo Augusto - Rio Grande do Sul, o cenário é maravilhoso e o que mais tranquiliza é a segurança e a organização. “Estamos satisfeitos com a quantidade de serviços agregados, a exemplo do artesanato” comentou.

A profissional Cristiane Sousa, de Goiânia (GO), veio pela primeira vez para Peixe. Segundo ela, o que mais chamou a atenção foi a organização, a limpeza da praia e a boa culinária. “Gostei muito daqui, mesmo acostumada com litoral. A água é transparente e limpa. Achei tudo o que queria”, completou a turista.

Artesanato

Outro segmento com lugar reservado foi o artesanato. Artesãs de Peixe expõem ao grande público peças em biojóias, capim dourado, crochês e bordados, agendas com material reciclados entre outros adereços. E para quem busca informações turísticas sobre o local, foi reservado o espaço institucional com materiais publicitário de receptivo do turismo na região de Peixe.

Economia e meio ambiente

A temporada de praia mexe com toda a população de Peixe”, afirma a secretária municipal de Turismo, Izabel Nogueira. Segundo ela, o aquecimento do comércio local chegou a 100%, segundo estudos encomendados, além de gerar 600 empregos diretos e 400 indiretos e o envolvimento de toda comunidade de Peixe. “O meio ambiente também é prioridade, por isso foram instalados 115 banheiros químicos, além da limpeza diária do lixo gerado. “Essa praia só será eterna se a gente respeitar o meio ambiente”, finaliza, destacando a importância da parceria da ADTUR com a execução do projeto de capacitação para temporada “Tocantins Recebe Bem”.

Fonte: ADTUR

  
  

Publicado por em