Curso capacitará profissionais para desenvolver ecoturismo na Amazônia

Gerusa Barbosa O Programa de Desenvolvimento do Ecoturismo na Amazônia Legal (Proecotur) iniciará em maio o processo de capacitação profissional dos diversos segmentos que compõem a cadeia do ecoturismo nos pólos da Amazônia Legal. Os cursos, que serão

  
  

Gerusa Barbosa

O Programa de Desenvolvimento do Ecoturismo na Amazônia Legal (Proecotur) iniciará em maio o processo de capacitação profissional dos diversos segmentos que compõem a cadeia do ecoturismo nos pólos da Amazônia Legal. Os cursos, que serão realizados de 16 de maio a 11 de agosto, têm como objetivo elevar a atratividade e a competitividade dos serviços e produtos ecoturísticos oferecidos aos visitantes.

A idéia é trabalhar os conceitos orientados por princípios de sustentabilidade ambiental, social e econômica, levando-se em consideração a realidade da atividade ecoturística local. A meta é capacitar 1,8 mil pessoas da região amazônica, entre empreendedores e profissionais do setor turístico/ecoturístico (hospedagem, alimentação, serviços e entretenimento), guias locais, estudantes, barqueiros, operadores de turismo, membros de comunidades tradicionais e de associações, taxistas, artesãos e outros que trabalham diretamente no atendimento aos visitantes.

Os cursos abordarão três temas específicos: Qualidade no Atendimento aos Visitantes, Condução de Visitantes e Planejamento e Gestão de Empreendimentos Ecoturísticos. Serão abrangidas 15 áreas de atuação (veja tabela) do programa, totalizando 45 cursos na Amazônia Legal.

O Proecotur, integrado ao Programa Nacional de Ecoturismo, é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Ministério do Meio Ambiente. As ações são executadas em parceria com outras instituições governamentais, com a participação da sociedade civil e do setor privado.

Cursos

Acre
Cruzeiro do Sul (Pólo Vale do Juruá); Rio Branco (Pólo Vale do Acre)

Amapá
Macapá

Amazonas
Manaus (Pólo Amazonas); Parintins (Pólo Sateré)

Maranhão
Cururupu (Pólo Floresta dos Guarás)

Mato Grosso
Alta Floresta (Pólo Amazônia Mato-grossense);
Cáceres (Pólo Guaporé)

Pará
Belém (Pólo Marajó); Salinas (Pólo Belém);
Santarém (Pólo Tapajós)

Rondônia
Porto Velho e Guajará Mirim (Pólo Guaporé)

Roraima

Boa Vista

Tocantins
Caseara (Pólo Cantão); Mateiros (Pólo Jalapão)

Fonte: MMA - ASCOM

  
  

Publicado por em