Desembarque internacional em janeiro é o maior da história

O número de desembarques em vôos internacionais no Brasil, em janeiro de 2005, foi mais uma vez recorde: 659.819 passageiros chegaram no Brasil, entre estrangeiros e brasileiros. Isso significa o terceiro recorde consecutivo mensal, de acordo com a In

  
  

O número de desembarques em vôos internacionais no Brasil, em janeiro de 2005, foi mais uma vez recorde: 659.819 passageiros chegaram no Brasil, entre estrangeiros e brasileiros.

Isso significa o terceiro recorde consecutivo mensal, de acordo com a Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária).

Em novembro e dezembro de 2004, foram contabilizados 562.590 e 580.921 desembarques.
No mês passado, 607.612 passageiros chegaram em vôos regulares, o que representa um aumento de 27,07% em relação a janeiro do ano passado.

Já em vôos charters, 52.207 passageiros desembarcaram aqui, todos estrangeiros, contabilizando um crescimento de 41,15% em relação ao mesmo período de 2004.

O diretor de Estudos e Pesquisas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), José Francisco de Salles Lopes, lembra que os números já comprovam um aumento na oferta de assentos de vôos internacionais para o Brasil.

Segundo ele, até julho do ano passado a oferta sempre era inferior a 530 mil. Em janeiro, pela primeira vez, o número ultrapassou 600 mil.

“O mercado está respondendo à altura a nova demanda. Além disso, este crescimento dos desembarques em janeiro é muito importante por conta do equilíbrio entre os charters e os regulares. Até então, os vôos regulares sempre cresceram percentualmente muito menos”, disse.

DÓLARES :

O mês de janeiro também bateu todos os recordes de entrada de dólares no Brasil, mostrando que o verão 2005 superou as melhores expectativas. De acordo com o Banco Central, as viagens de turistas estrangeiros ao Brasil geraram, no mês passado, US$ 341 milhões.

Esse número é o maior de todos os tempos numa receita mensal, superando os US$ 335 milhões registrados em dezembro do último ano. No mesmo mês, o gasto dos brasileiros no exterior foi de US$ 296 milhões.

O saldo, portanto, que é a diferença do que os estrangeiros gastam com viagens no Brasil em relação ao desembolso de brasileiros no exterior, ficou positivo em US$ 45 milhões no mês. Em termos absolutos, o valor de janeiro de 2005 representou um crescimento de 15,2% em
relação a janeiro do ano passado, que teve uma entrada de US$ 296 milhões.

Esses números dão prosseguimento aos bons
resultados obtidos no ano passado. Os desembarques em vôos internacionais em 2004 no Brasil chegaram a 6.138.217, valor 11,54% superior ao do ano de 1998, que havia sido o melhor da história da aviação brasileira, quando foram registrados 5.502.966 passageiros.

Para o BC, em 2004, as viagens internacionais geraram a entrada de US$ 3,22 bilhões no Brasil, valor 30% maior que o registrado no ano anterior. O saldo do ano ficou positivo em US$ 351 milhões - 61% superior a 2003, quando esse valor foi de US$ 218 milhões, já um saldo histórico após anos de déficit.

Esses resultados já se refletiram na taxas de desemprego e renda divulgadas na última semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

No Rio de Janeiro, as 3,5 milhões de pessoas que passaram pelo estado durante o primeiro mês do ano fizeram o índice de desemprego cair 1,2% e a renda aumentar 3,2%. Essa recuperação se deveu, principalmente, ás contratações nas áreas de serviço e comércio.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em