Destino Brasil promove o turismo no mercado internacional

A participação brasileira na EIBTM (The Global Meetings & Incentive Exhibition), encerrada dia 1/12, em Barcelona (Espanha), constatou o sucesso que o destino Brasil tem feito pelo mundo e, em especial, naquele país, a Espanha passou de 11º para 9º coloca

  
  

A participação brasileira na EIBTM (The Global Meetings & Incentive Exhibition), encerrada dia 1/12, em Barcelona (Espanha), constatou o sucesso que o destino Brasil tem feito pelo mundo e, em especial, naquele país, a Espanha passou de 11º para 9º colocado no quadro geral de países que mais enviaram turistas para o País em 2004. O estande brasileiro teve intensa programação, com vários negócios fechados e encaminhados.

O estande brasileiro na EIBTM na Espanha.

O estande contou com a participação de 38 empresas, entidades e instituições ligadas ao turismo, como companhias aéreas, hotéis, operadoras, conventions & visitors bureaux, secretarias estaduais entre outros. A EIBTM é uma das maiores feiras européias de Turismo de Incentivo, Congressos e Convenções.

Durante a feira, em dois horários diferentes (11h e 15h), o executivo chefe do EBT (Escritório Brasileiro de Turismo) de Madri (Espanha), Vitor Iglezias Cid, realizou apresentações, com duração de 20 minutos, sobre o Brasil. No final, os participantes receberam material promocional, com produtos que levam a Marca Brasil.

O objetivo da missão brasileira, que foi o de mostrar o Brasil como um destino forte e competitivo no setor de Turismo de Incentivo e fazer novos contatos com empresas espanholas e de outras partes do mundo, foi plenamente alcançado. O diretor da Toursbrasil, Abraham Jaime Peczenik, por exemplo, estava satisfeito com os resultados obtidos.

`Tivemos a prospecção de empresa espanhola especializada em Incentivos, que solicitou dois grupos desses de hotéis de luxo (resorts) na Bahia. Um para 60 pessoas e outro para 150`, disse.

O presidente da EMBRATUR, Eduardo Sanovicz, presente no evento, comemorou tanto o sucesso da EIBTM, quanto do ano todo: `Esta é a feira de numero 52 que participamos em 2005, na 48ª semana do ano. Podemos dizer ao mercado e a sociedade que este ano nos superamos`, disse.

A diretora do Grupo INK de Incentivos, Mayle Medina, que decide eventos que transportam de 500 a 6.000 pessoas e já trabalhou no Rio de Janeiro (RJ), realizou reunião no estande brasileiro com todos os convention bureaux presentes (Recife, São Paulo, Curitiba, Fortaleza e Rio de Janeiro) e solicitou material de todos. Seu objetivo é conhecer novas opções e a infra-estrutura desses destinos para receber grandes eventos.

De acordo com o Anuário Estatístico da EMBRATUR 2005, em 2004, 155.421 espanhóis visitaram o Brasil, ante 122.641 em 2003, o que aponta um crescimento de 26,72%. Um outro forte reflexo da relação entre os dois países pode ser sentido no aumento de investimentos espanhóis no Brasil, principalmente no setor hoteleiro e em bens imobiliários.

Segundo dados do Estudo da Demanda Turística Internacional 2003, realizado pela EMBRATUR, 50,5% dos turistas espanhóis visitaram o Brasil por motivo de lazer, seguido de viagens de Negócios e Eventos com 24,5% e por fim visitas a familiares e amigos com 22,3%. Destes, 96% manifestaram intenção de voltar ao País, 62,7% hospedaram-se em hotéis e 27% em casa de amigos e parentes.

Conforme o mesmo estudo, as cidades mais visitadas pelos espanhóis são: Salvador, na Bahia (44,3%), Rio de Janeiro (27,0%), São Paulo (11,9%), Recife, em Pernambuco, (11,9%), Fortaleza, Ceará, (9,7%), Porto Alegre, Rio Grande do Sul, (8,9%), Natal, Rio Grande do Norte e Foz do Iguaçu, Paraná, (8,6% cada).

Benchmarking :

Simultâneo à EIBTM, 12 operadores de receptivo internacional especializados no segmento de Turismo Cultural participaram da quinta etapa do projeto `Excelência em Turismo: Aprendendo com as Melhores Experiências Internacionais`.

Desde o último dia 21, o grupo conheceu a gestão turística de diversas rotas e sítios inscritos na Lista do Patrimônio Cultural da Humanidade nas cidades espanholas de Madri, Salamanca, Santiago de Compostela, Principado de Astúrias, Bilbao e Barcelona.

Em Barcelona, dia 28, assistiram a uma apresentação sobre `Turismo Cultural na Espanha` ministrada por Josep Chias, da empresa espanhola de consultoria internacional em turismo Chias Marketing, que coordenou a elaboração do Plano Aquarela - Marketing Turístico Internacional do Brasil, que dá as bases para a promoção do País no exterior.

Em seguida, Eduardo Sanovicz apresentou em detalhes o próprio Plano Aquarela e os recentes números de gastos de turistas estrangeiros e de desembarques internacionais no País (confira abaixo). Ao lado de Ecoturismo, Sol e Praia, Esporte e Negócios e Eventos, Cultura é um dos cinco segmentos definidos pelo Plano para o trabalho no mercado internacional.

A Espanha é um país conhecido mundialmente pela preservação de seu patrimônio, com 38 sítios inscritos na lista da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), sendo 34 culturais, dois naturais e dois mistos.

`Eles tiveram acesso a um cabedal valioso de informações, com uma visão de variados modelos de gestão dos produtos, de como o governo e iniciativa privada atuam. Tanto na esfera nacional, passando pelas autonomias - correspondente aos Estados -, até a esfera municipal`, comentou Vitor Iglezias Cid, em parceria com a FBC&VB (Federação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux), cujas atividades tiveram início recentemente na Espanha.

Como exemplos, Iglezias cita que o grupo conheceu, em Madri, o programa do governo espanhol `Paradores Nacionais`, apresentado pela `Turespaña`, de meios de hospedagem em imóveis - ou entorno - de reconhecido valor histórico.

O programa do Caminho de Santiago de Compostela, apresentado pelo governo autônomo da Galícia. E as atividades da Turisme de Barcelona, cuja gestão é mista (estatal e privada).

`São informações muito importantes, que dão conhecimento técnico para aperfeiçoar a formatação de rotas e operação do turismo cultural no Brasil`, completa. O País tem dez sítios inscritos na lista do Patrimônio Cultural da Humanidade e sete na do patrimônio natural.

Para Carlos Roberto Silvério, da operadora de Graffit, de São Paulo, os encontros foram bastante positivos: `O projeto provoca uma troca importante. Estamos levando na bagagem experiências que vão nos auxiliar na forma como montamos nossos produtos a partir da realidade brasileira.

Já começamos a discutir uma maior aproximação entre nós (operadores participantes) para trabalhar a roteirização, dentro da proposta do Ministério do Turismo`. Além de São Paulo, participaram desta viagem profissionais de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Maranhão, Pernambuco e Rio Grande do Sul.

O `Excelência em Turismo` é fruto de parceria da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo) e Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), sendo executado pela Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo).

O projeto consiste na ação de identificar, aprender e adaptar práticas e processos reconhecidos pela qualidade e excelência de quaisquer organizações ou lugares. Nesta edição, contou com o apoio institucional da Unesco. Já teve edições na Costa Rica (Ecoturismo), Nova Zelândia (Aventura), México (Mergulho) e Peru (Ecoturismo e Cultura).

Fonte: EMBRATUR

  
  

Publicado por em