DESTINO IGUAÇU: Um patrimônio admirado e preservado pelo homem

As Cataratas do Iguaçu não são somente grandes, lindas e famosas, elas são patrimônio da humanidade

  
  

As Cataratas do Iguaçu não são somente grandes, lindas e famosas, elas são patrimônio da humanidade e estão entre os oito finalistas no concurso Novas 7 Maravilhas da Natureza. A cada ano, mais pessoas visitam o Parque Nacional do Iguaçu para visitar as 275 quedas d´água e admirar a grandiosa obra da natureza. No primeiro semestre deste ano, 569.638 pessoas visitaram Foz do Iguaçu/PR. A perspectiva do trade turístico é receber cerca de 1,2 milhões de visitantes.

O parque foi tombado pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade em 1986. A campanha Vote Cataratas do Iguaçu está sendo disseminada por todas as partes do mundo, principalmente onde são realizadas feiras de turismo, com ações desenvolvidas pelo Comitê de Apoio Brasil-Argentina. O mesmo trabalho está sendo feito pela Argentina, uma vez que as Cataratas pertencem aos dois países, juntamente com a colaboração do Paraguai.

O atrativo também ganhou mais visibilidade com a declaração de apoio do de artistas e personalidades que conheceram as Cataratas e se deslumbraram pela imponência do conjunto de quedas que tem uma extensão de 2,7 metros, esculpidas há mais de 120 milhões de ano.

Depois da criação da estratégia de marketing Foz do Iguaçu Destino do Mundo, que este mês completa três anos, com o objetivo de alavancar o setor de turismo, o Destino Iguaçu ganhou 05 prêmios: Melhor atrativo do Brasil (pelo Guia Quatro Rodas); Melhor destino estrangeiro para o Reino Unido (Journal The Guardian/Ingraterra); Melhor destino turístico do Brasil (Munistério do TurismoBrasil); Um dos 14 destinos mais românticos do Mundo (Rede CNN EUA): Finalista no concurso mundial 7 Novas Maravilhas da natureza) e em setembro deverá receber o prêmio TourFilm Brazil Art&tur, em Barcelos/Portugal.

CATARATAS

Quando se fala que as Cataratas do Iguaçu é uma maravilha da natureza, não se está exagerando, pois o Parque Nacional se tornou um grande complexo turístico e dentro dele o turista encontra passeios em trilhas ecologicamente preservadas, turismo de aventura, restaurantes, lojas de souvenires, além das fantásticas e monumentais quedas d´água que compõe as Cataratas do Iguaçu. Possui um moderno Centro de Visitantes, com toda a infraestrutura para bem receber o visitante e o conduzir até o mais belo cartão natural do mundo. O traslado é feito com ônibus double decker, que minimiza a agressão ao meio ambiente e oferece uma visão melhor do percurso e da mata nativa que beira a estrada de 12 quilômetros.

Uma vez dentro do cenário, os turistas podem parar para tirar fotos no primeiro mirante onde tem uma visibilidade quase que completa de todas as quedas e ainda apreciar a belíssima arquitetura do Hotel das Cataratas. Além da trilha cercada pela mata e pelas quedas, o turista ainda pode andar pela passarela que vai até a Garganta do Diabo, local que faz o homem se sentir minúsculo diante de tanta beleza e grandiosidade das quedas. No mesmo cenário está o Espaço Naipi, um mirante com elevador para visitar e fazer as mais belas fotos e imagens para eternizar, uma vez que se fica a poucos metros do Salto Floriano. Os elevadores panorâmicos levam o turista a 70 metros de altura e ainda pode parar nos três decks para observar e captar toda a energia das Cataratas.

ADRENALINA

Outros passeios complementam toda a grandiosidade da Terra das Cataratas, como é o caso do passeio de barco Macuco Safári, atividade que consegue gerar adrenalina e relaxamento ao mesmo tempo. Após receber instruções do guia de turismo, os turistas pegam suas capas plásticas (se não querem se molhar), coletes salva-vidas e proteção para equipamentos eletrônicos, entram no barco inflável bimotor, onde vão viver a mais fantástica aventura, pois desta vez vão observar as grandes quedas de baixo para cima.

Ainda dentro do Parque Nacional, a empresa Campo de Desafios - Cânion Iguaçu oferece arvorismo, tirolesa de 25 metros, pulo do gato com 15 metros de altura e uma parede de escalada in door, o rapel com 55 metros de altura e por final tem o rafting, esporte feito nas corredeiras do Rio Iguaçu, logo abaixo das Cataratas do Iguaçu. Já o Poço Preto mescla aventura e o despertar das sensações, pois o visitante pode fazer a trilha de 09 quilômetros de bicicleta, triciclo ou ainda a pé. Acompanhado de um guia, que vai fornecendo todas as informações sobre a diversidade da fauna e flora. No final da trilha tem um observatório de aves e espécies aquáticas e um passeio de barco bimotor com destino a um arquipélago com mais de 40 ilhas e encerra a aventura com caiaques nas correntezas do Rio Iguaçu.

Contato com a natureza

Os atrativos são amplos em Foz do Iguaçu. Para os que gostam de um contato mais direto e tranqüilo com a natureza, as trilhas dentro do Parque Nacional do Iguaçu são um passeio deslumbrante. A dica é percorrer a Trilha da Bananeira, a Trilha do Poço Preto e a Linha Martin. Guias bilíngües acompanham os passeios, que combinam navegação em barcos de alumínio, com motores especiais, e caiaques infláveis (ducks) pelo Rio Iguaçu, em ilhotas localizadas acima das quedas d'água. Ainda têm caminhadas onde se pode observar de perto a fauna e flora.

A pescaria também é destaque na região Iguaçu e não é para menos. O destino turístico tem grande potencial para pesca por estar “cercada” por dois grandes rios, Iguaçu e Paraná, pelo Lago de Itaipu, além de vários outros rios de menor porte.

Lago de Itaipu – o Lago de Itaipu, formado pela usina hidrelétrica de Itaipu abriga muitas atividades. Pesca, passeios de barco e modalidades esportivas. O barco Kattamaran navega pelo rio oferecendo um dos cenários mais belos de Foz do Iguaçu, principalmente ao entardecer no pôr-do-sol nas águas do lago.

PARQUE DAS AVES

Um pouco mais calmo, mas não menos atraente, o Parque das Aves, localizado no portão de entrada do Parque Nacional do Iguaçu, guarda mais de 900 aves de 180 espécies, formando uma miscelânea de cores e sons. As aves brasileiras predominam, porém, espécies da África, Ásia e Austrália estão também representadas. Desenvolve-se ainda um trabalho reconhecido de educação, pesquisa e conservação ambiental. O Parque das Aves dispõe de estacionamento, lanchonete e loja de souvenires num ambiente agradável da floresta nativa. Neste local há possibilidades de fotografar e tocar aves mansas, como a gralha multicolorida. Ainda há viveiros de borboletas e de répteis, onde várias espécies de cobras e jacarés ficam a poucos metros dos olhares atentos e curiosos dos turistas.

ITAIPU - Vencendo barreiras e superando os limites, Foz do Iguaçu foi presenteada com a maior Hidrelétrica do Planeta: a Itaipu Binacional. Mas não foi só para gerar energia que a usina foi construída. Paralelamente se trabalhou o ambiente social e recuperação do ecossistema em volta do reservatório. O resultado disso tudo acabou no surgimento do grande Complexo Turístico Itaipu, composto pelo Centro de Visitantes, o espetáculo da Iluminação da Usina, o Refúgio Biológico Bela Vista, o Ecomuseu, o Canal da Piracema, O Canal de Águas Bravas e a visita no interior da usina.

Além de observar a hidrelétrica do mirante central durante o dia para ver a imponência do vertedouro, o visitante pode assistir uma dos espetáculos mais fabulosos de todos os tempos: Iluminação Monumental da Itaipu. O show foi criado para despertar emoção e curiosidade, com a exibição de um vídeo apresentando a usina e em seguida a iluminação sincronizada a uma forte trilha sonora, desvendando a fantástica obra do homem que ficava escondida na escuridão da noite, quando milhares de lâmpadas são acesas.

Para saber como tudo começou e como era a região que foi ocupada pela Itaipu Binacional, é necessário visitar o Ecomuseu, local que conta toda a história da hidrelétrica, dos barrageiros e a trajetória da construção. A abordagem principal de seu acervo é o homem criando técnicas. Dividido em módulos, o circuito do museu mostra os principais fatos relativos à história da Itaipu e da região, contados de forma contemporânea e interativa, por meio de recursos como cenários, maquetes e totens eletrônicos.

Já Canal da Piracema foi criado com o objetivo de preservar o ecossistema, visando o repovoamento do Rio Paraná e do Lago de Itaipu. Por isso o homem também construiu um “rio artificial”, cheio de corredeiras. O canal tem a função principal de favorecer a migração dos peixes rio acima para a procriação, ou migração reprodutiva. Aproveitando toda a corredeira, o rio virou um atrativo, pois a beleza causa admiração dos visitantes, além de sediar campeonatos mundiais, como os de rafting, canoagem e slalon, devido ao grau de dificuldade e correnteza que a canal oferece.

Fonte: Adventure Sport Fair

  
  

Publicado por em