Dólares de turistas estrangeiros em janeiro batem todos os recordes

Janeiro de 2005 bateu todos os recordes de entrada de dólares no Brasil. O Banco Central informou no dia 21/2, que as viagens de turistas estrangeiros ao Brasil no mês passado geraram US$ 341 milhões. Esse número é o maior de todos os tempos numa rece

  
  

Janeiro de 2005 bateu todos os recordes de entrada de dólares no Brasil. O Banco Central informou no dia 21/2, que as viagens de turistas estrangeiros ao Brasil no mês passado geraram US$ 341 milhões.

Esse número é o maior de todos os tempos numa receita mensal, superando os US$ 335 milhões registrados em dezembro do ano passado. As quantias levantadas pelo BC são relativas a trocas cambiais oficiais e compras com cartões de crédito internacionais.

A EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo) calcula posteriormente, sobre esta quantia, valores que não circularam pelas vias oficiais, o que aumenta o número final.

No mesmo mês o gasto dos brasileiros no exterior foi de US$ 296 milhões. O saldo, portanto, que é a diferença do que os estrangeiros gastam com viagens no Brasil em relação ao desembolso de brasileiros no exterior, ficou positivo em US$ 45 milhões no mês.

Em termos absolutos, o valor de janeiro de 2005 representou um crescimento de 15,2% em relação a janeiro do ano passado, que teve uma entrada de US$ 296 milhões.

Para o presidente da Embratur, Eduardo Sanovicz, este resultado vem confirmar outros indicadores de que o Instituto dispõe, como desembarques internacionais e estimativas de visitantes etrangeiros no Brasil durante o verão: `Já podemos comemorar este verão que termina como um dos melhores da história.

Durante a temporada tivemos cerca de 14,5 milhões de pessoas viajando pelo País, entre estrangeiros e brasileiros`.

Esses números dão prosseguimento aos bons resultados obtidos no ano passado. De acordo com o BC, em 2004, as viagens internacionais geraram a entrada de US$ 3,22 bilhões no Brasil, valor 30% maior que o registrado no ano anterior.

O saldo do ano ficou positivo em US$ 351 milhões - 61% maior do que em 2003, quando esse valor foi de US$ 218 milhões, já um saldo histórico após anos de déficit.

O BC acompanha as contas com viagens internacionais desde 1947 para registros anuais e 1969 para saldos mês a mês.

Fonte: Assessoria de Comunicação da EMBRATUR

  
  

Publicado por em