Ecoturismo e Turismo de Aventura iniciam mobilização para a Copa do Mundo por BH

O seminário foi a primeira ação presencial do Projeto Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura

  
  

Aconteceu em Belo Horizonte (MG) o 1º Seminário Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura. O evento, iniciativa do Ministério do Turismo e da ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura), foi realizado no auditório do SENAC-MG e contou com a participação de profissionais da linha de frente do Ecoturismo e do Turismo de Aventura mineiro, empresários do segmento, autoridades e membros da imprensa.

O seminário foi a primeira ação presencial do Projeto Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura e uma oportunidade para empresários, condutores de atividades e gestores de Unidades de Conservação conhecerem este projeto de qualificação que visa preparar o segmento para a Copa do Mundo de 2014.

O presidente da ABETA, Jean-Claude Razel, comparou o projeto a uma equipe de futebol, em que as vitórias e conquistas só são alcançadas com a participação e o empenho de várias pessoas. Ele também destacou a importância do mundial e do Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura para o Brasil. “A Copa vai e o resto fica. Estou empolgado com o evento, mas estou mais empolgado por esses três anos que o precedem e pelo que virá depois, pelo legado”, afirmou.

Gustavo Timo, coordenador geral da ABETA, falou sobre os objetivos do seminário e do projeto. “A nossa intenção aqui é a de apresentar as oportunidades de qualificação e de negócios. De incentivar a participação dos profissionais da linha de frente do Ecoturismo e do Turismo de Aventura, de estimular e fortalecer parcerias e a rede de contatos do segmento, além da disseminação do conhecimento”, disse.

A superintendente de Fomento e Desenvolvimento do Turismo da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais, Jussara Rocha ressaltou o caráter mobilizador que o Mundial em 2014 tem. “Esta é uma oportunidade de profissionalização, inovação e aprimoramento empresarial. A Copa do Mundo é um catalisador, uma oportunidade, mas nosso trabalho não se encerra na Copa do Mundo”, frisou.

Representando o SENAC-MG, Hegler Guimarães destacou o caráter ambiental que o Mundial no Brasil possui. “2014 é chamada pelos outros países de a Copa Verde. Há uma expectativa muito grande de se encontrar no Brasil o verde que se fala que o país tem. Este é um desafio” – enfatizou o assessor de projetos do SENAC-MG.

Os Seminários Bem Receber Copa Ecoturismo e Aventura serão realizados em mais 11 cidades do Brasil e os próximos destinos são Fortaleza-CE e Recife-PE (15/03), Salvador-BA e Natal-RN (17/03). Em Belo Horizonte, quase 90 profissionais envolvidos com o segmento Ecoturismo e Turismo de Aventura tiveram a oportunidade de saber mais sobre esse projeto de qualificação e capacitação não apenas para a Copa do Mundo 2014, mas para todo o segmento.

Fonte: ABETA

  
  

Publicado por em