Em dez meses, turistas estrangeiros, deixaram mais dólares que em 2003 inteiro

Nos dez primeiros meses deste ano, as viagens internacionais geraram a entrada de US$ 2,59 bilhões no País, valor 32,02% superior que o registrado no mesmo período do ano passado, informou hoje o Banco Central em sua nota à imprensa sobre o setor externo.

  
  

Nos dez primeiros meses deste ano, as viagens internacionais geraram a entrada de US$ 2,59 bilhões no País, valor 32,02% superior que o registrado no mesmo período do ano passado, informou hoje o Banco Central em sua nota à imprensa sobre o setor externo. Esta cifra já ultrapassou o gasto de estrangeiros registrado em todo o ano de 2003, que foi de US$ 2,48 bilhões.

O saldo para o período, que é a diferença do que os estrangeiros gastam no Brasil com viagens em relação ao gasto de brasileiros no exterior, ficou positivo em US$ 327 milhões (em 2003, este valor foi de US$ 88 milhões).

Somente no mês de outubro, registrou-se a entrada de US$ 269 milhões no Brasil com viagens internacionais (23,39% maior do que em outubro do ano passado), valor menor apenas que os registrados nos meses de janeiro, fevereiro e março (US$ 296, 275 e 308 milhões, respectivamente).

Em todos os meses deste ano houve aumento de gastos de estrangeiros no Brasil em relação ao ano passado, com dois recordes registrados pelo BC nos meses de janeiro e março. O gasto de brasileiros com viagens internacionais também vem registrando crescimento - em outubro deste ano, foram US$ 289 milhões contra US$ 229 em 2003. Para chegar a estes números, o Banco Central contabiliza as trocas cambiais oficiais e gastos com cartão de crédito.

De acordo com o Plano Nacional de Turismo, lançado em abril de 2003, o compromisso do Ministério do Turismo é de, no ano de 2007, atrair ao Brasil 9 milhões de turistas estrangeiros, gerando o ingresso de US$ 8 bilhões.

Em 2003, os cerca de 4,1 milhões de turistas que entraram no País foram responsáveis pela entrada de aproximadamente US$ 3,4 bilhões, representando uma variação de 8,52% com relação ao ano anterior.

Para levantar estes valores, a EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo) leva em conta os dados apurados pelo BC mais informações do gasto médio do turista estrangeiro no Brasil, apurado no Estudo da Demanda Internacional.

Mais passageiros :

Neste mesmo período, houve também aumento no número de passageiros chegando ao Brasil. Os desembarques em vôos internacionais de janeiro a outubro cresceram 14,76% em comparação com o mesmo período de 2003, registrando 4.994.706 passageiros. Um dado relevante é o aumento nos vôos não-regulares (charters), que transportam exclusivamente turistas.

De janeiro a outubro, foram 258.289 desembarques nestes vôos, mais que o dobro dos 123.288 passageiros no mesmo período do ano passado. Em todo o ano de 2003, os desembarques em vôos charters alcançaram 172 mil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em