Embratur pretende apresentar ao mundo a diversidade e o potencial brasileiro

As baianas Joselita e Lucicleide trabalham duro nas feiras de turismo em que participam. Durante a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) e a Feira Internacional de Turismo (Fitur), em Madri, que aconteceram nas duas últimas semanas, as duas colocaram cerca de

  
  

As baianas Joselita e Lucicleide trabalham duro nas feiras de turismo em que participam. Durante a Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL) e a Feira Internacional de Turismo (Fitur), em Madri, que aconteceram nas duas últimas semanas, as duas colocaram cerca de mil e quinhentas fitas do Nosso Senhor do Bonfim por dia nos pulsos de profissionais e de visitantes que passaram pelo espaço baiano no estande do Brasil.

Esse número deve aumentar cada vez mais, dando a elas mais trabalho. Isso porque o Brasil deverá ter presença ainda maior nos eventos internacionais.

No último ano, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) ampliou para 30 o número de feiras em que o país participa, o dobro dos anos anteriores. Além disso,baixou em torno de 50% os preços para participação dos órgãos oficiais de turismo e empresas do setor. Isso resultou em um aumento de 64% no tamanho dos estandes brasileiros, em comparação com 2002.

Quanto aos co-expositores, só nas quatro feiras em que o Brasil participou neste ano, foram 162. Até maio a previsão é da participação aproximada de mais que o dobro disso. Só para comparação, em todo o ano de 2003 este número foi de 381.

Outros números impressionam. Na BTL, 80 co-expositores mostraram seus produtos em um espaço 50% maior que o do ano anterior, exatos 1.350 metros quadrados, o maior estande da feira portuguesa.

Em Madri, um recorde: 56 co-expositores estavam lá, onde o Brasil viu passar 1.200 profissionais por dia em seu espaço de dois andares. Nos dias abertos ao púlbico, eram cinco mil pessoas conhecendo os produtos brasileiros.

`Com preços menores para os participantes e com maior qualidade do estande, temos aumentado a presença do Brasil em todas as feiras`, afirma a diretor de Turismo de Negócios e Eventos da Embratur Jeanine Pires, que já anuncia uma das novidades para as próximas feiras.

`A Embratur está criando uma nova maneira para os empresários participarem junto dos estados brasileiros no estande`, diz.

A cara brasileira que a Embratur tem mostrado pelo mundo é o mote do novo lay-out criado: o estande tem valorizado a riqueza da produção cultural brasileira,retratada em rostos de brasileiros, nos nossos produtos e na nossa cultura.

Para isso, a Embratur convidou o técnico de futebol Luiz Felipe Scolari para visitar e conversar com o público na feira portuguesa. A presença do técnico pentacampeão atraiu, em pouco mais de duas horas, centenas de pessoas.

A intenção é ter presente no estande do Brasil, nas principais feiras, um brasileiro conhecido naquele país.`Na FIT, em Buenos Aires, fizemos uma festa brasileira que marcou o evento`, conta Jeanine.

`Estas ações chamam a atenção dos profissionais e do público, ajudando a divulgar o país.` A presença num maior número de feiras segmentadas especializadas em incentivo, em turismo jovem, em mergulho, entre muitas outras busca apresentar ao mundo a diversidade e o potencial brasileiro para receber com excelência turistas interessados em diversos tipos de atividades do golfe à visita de cidades patrimônio; do mergulho à pesca esportiva; do turismo de festas ao ecoturismo.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em