Fauna e trilhas serão utilizadas em projeto didático-pedagógico

A trajetória de vida do ex-presidente Juscelino Kubitschek deixou marcos no acervo cívico-cultural de Brasília. O Catetinho e o Memorial JK são pontos turísticos emblemáticos, conhecido por todos. Uma bela fazenda localizada em Luziânia (GO) também é part

  
  

A trajetória de vida do ex-presidente Juscelino Kubitschek deixou marcos no acervo cívico-cultural de Brasília. O Catetinho e o Memorial JK são pontos turísticos emblemáticos, conhecido por todos. Uma bela fazenda localizada em Luziânia (GO) também é parte deste patrimônio que manteve o criador de Brasília próximo de sua criação.

Localizada a 67 quilômetros da capital federal, a Fazendinha JK abriga a última moradia de Juscelino Kubitschek. Além de constituir uma obra arquitetônica projetada por Oscar Niemeyer, conserva objetos pessoais do ex-presidente, como livros, quadros e mobiliário, cercados por exuberante vegetação nativa, lagos e casarios.

Em 1972, o ex-presidente Juscelino Kubitschek adquiriu a Fazendinha JK no intuito de lançar prosperidade sobre as fronteiras agrícolas do País, inclusive como proposta para um novo governo que postulava.

O ex-presidente iniciava um resgate do seu primeiro plano de metas, pelo qual construiu Brasília, projetando um futuro promissor para a produção agropecuária. Fez da Fazendinha JK uma referência para atividades rurais, como culturas irrigadas, experiências agroindustriais, e adensamento florestal.

A Fazendinha JK possui atributos arquitetônicos inigualáveis: suas edificações foram projetadas por Niemeyer com a contribuição, igualmente ilustre, de Burle Marx, que projetou os jardins e as alamedas da propriedade. É a única propriedade rural, no mundo, projetada por Oscar Niemeyer.

O cenário vem sendo preservado desde 1984 pela Família Servo, que adquiriu a fazenda de Dona Sarah Kubitschek e conserva a propriedade como foi idealizada pelo ex-presidente. Após o falecimento do patriarca da família, a manutenção, conservação e preservação da propriedade tem sido difícil, o que fez com que amigos e familiares se unissem na busca de alternativas para a sua revitalização, transformando a propriedade num atrativo turístico que venha a compor o roteiro de turismo cívico-cultural de Brasília.

A proposta foi levada à Secretaria de Turismo do Distrito Federal, que convidou representantes do BRB e do Sebrae no DF para a elaboração de um projeto de revitalização. A primeira etapa do estudo foi o diagnóstico preliminar turístico para a propriedade, elaborado pelo Sebrae no Distrito Federal, que prevê a recuperação das edificações e obras de manutenção.

O diagnóstico sugere que a casa do ex-presidente venha tornar-se um museu, reunindo objetos pessoais, livros, obras de arte, e mantendo intactos os cômodos. O cenário tipicamente rural compreendido pelo curral, fábrica de queijos, lagos, jardins, pomar, capela e habitações será recuperado para dar lugar a atividades de lazer, com a instalação de um restaurante para visitantes, aproveitando uma das cozinhas.

Outra sugestão é que a vegetação, a fauna e as trilhas sejam recuperadas por ações ambientais e utilizadas em projeto didático-pedagógico para os visitantes. Estão previstos, também, serviços de profissionais especializados e confecção de souvenirs de promoção da fazenda a serem incorporados ao empreendimento. A escola rural `Mestra Júlia`, batizada em homenagem à mãe de Juscelino Kubitschek, poderá ser reativada atendendo comunidades da redondeza.

Além da elaboração do diagnóstico turístico, o Sebrae no DF está realizando estudos de viabilidade econômica e projetos específicos, para a revitalização da Fazendinha JK, poderá prestar assessoria técnica na área administrativa e financeira e promover capacitação gerencial e estratégica ao lado do Senac, que fará a capacitação de garçons, cozinheiros, guias e copeiras.

A Secretaria de Turismo do DF está envidando esforços para firmar outras parcerias que reúnam condições de levantar recursos para a revitalização da Fazendinha JK. A colaboração de diversos atores sociais e econômicos será um passo definitivo para a inclusão de um atrativo turístico que venha a implementar o Roteiro Cívico e Cultural

`Há 20 anos conservamos o patrimônio histórico e cultural do maior estadista brasileiro do século XX. Estamos torcendo para que o projeto de revitalização dê certo e que possamos contar com muitos parceiros para esse desafio`, enfatiza Antônio Henriques, filho de Lázaro Servo.

Com o diagnóstico preliminar já é possível vislumbrar as alternativas para a revitalização da Fazendinha JK, como por exemplo a elaboração de projeto de captação de recursos financeiros, por meio a Lei Rouanet.

A diretora do Sebrae no Distrito Federal Maria Eulália Franco diz que `a Fazendinha JK é um equipamento fantástico que se integrará à roteirização do circuito JK`, afirma ela.

Fonte: Sebrae

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em