Feira na Espanha mostra interesse cada vez maior pelo Destino Brasil

Na 25ª edição da FITUR (Feira Internacional de Turismo), que aconteceu que aconteceu entre os dias 26 e 30 de janeiro, em Madri (Espanha), ficou claro para os co-expositores do estande da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) o aumento do interesse d

  
  

Na 25ª edição da FITUR (Feira Internacional de Turismo), que aconteceu que aconteceu entre os dias 26 e 30 de janeiro, em Madri (Espanha), ficou claro para os co-expositores do estande da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) o aumento do interesse dos europeus e sul-americanos pelo Destino Brasil.

`Percebemos também que os visitantes da feira, sejam eles profissionais ou público final, já chegam ao estande com referências de cidades e destinos que antes eles não tinham`, diz Jeanine Pires, diretora de Turismo de Negócios e Eventos do Instituto, presente no evento.

`No ano passado, foram abertos novos canais de distribuição e consolidados vôos charters para o Brasil.Agora, em 2005, ficou claro esse avanço`, explica Pires.

Assim como o mercado espanhol,a FITUR revelou um interesse muito grande dos mercados de língua hispânica em conhecer o Brasil.

`Fechei pacotes com grupos de Porto Rico, República Dominicana e Peru para conhecer o sul do País `, comemora André Beraha, gerente de receptivo internacional da operadora Nascimento Turismo. Os bons negócios, no seu caso, também foram resultado da Caravana Brasil, projeto da Embratur que leva operadores nacionais e internacionais para conhecer in loco a infra-estrutura turística de destinos brasileiros. Com outros 14 profissionais, ele visitou o Rio Grande do Sul em dezembro último.

`Quando mostramos novos destinos para os estrangeiros eles se surpreendem e mostram um grande interesse`, diz Beraha.

Órgãos governamentais, como a Secretaria de Turismo de Santa Catarina, também notou um maior interesse de países da América do Sul, como Chile, Uruguai e Argentina, sem esquecer, claro, dos espanhóis e portugueses.

`O Estado foi consagrado na feira`, disse Jorge Nicolau Meira, da Setur, lembrando que em apenas dois anos a participação de Santa Catarina resultou em uma visibilidade muito maior dos destinos catarinenses. Quem prestigiou o evento foi o governador do Pará, Simão Jatene, no segundo ano em que o Estado tem um módulo na feira.

`Temos o desafio de nos tornarmos conhecidos no mercado internacional`, diz o governador, para quem o turismo se tornou um modelo estratégico de desenvolvimento econômico da região.

Já o Rio de Janeiro, destino consagrado no mercado internacional, viu os turistas procurando outros locais além da cidade maravilhosa.

`Ficamos surpresos com o interesse dos espanhóis por Búzios e Paraty`, afirma Glória Brito, do Rio Convention & Visitors Bureau.

Com um estande de 1.113 metros quadrados, o espaço brasileiro contou com 61 co-expositores. A FITUR é um evento consolidado em seu formato multi-setorial, com os
três primeiros dias voltados aos profissionais e os dois últimos ao público em geral, estimando a visitação de 160 mil pessoas.

Um pouco da alma brasileira foi representada em apresentações de MPB, enquanto que, atraindo a atenção dos visitantes, um artista circulou em pernas-de-pau pelos pavilhões da feira vestido com as cores do Brasil

Em 2003, a Europa foi o principal mercado emissor de turistas ao Brasil. Segundo o Anuário Estatístico da Embratur, a Espanha enviou 120.324 pessoas em 2003, contra 110.177 em 2002.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Embratur

  
  

Publicado por em