Ilha do Mel: um doce passeio

A denominação não poderia ser mais apropriada para retratar as belezas e atrações desse pedacinho de paraíso paranaense que atende pelo nome de Ilha do Mel

  
  
Saindo de barco da cidade de Paranaguá, em pouco mais de uma hora e meia, você se defrontará com a riqueza da Mata Atlântica da ilha, considerada uma estação ecológica

A denominação não poderia ser mais apropriada para retratar as belezas e atrações desse pedacinho de paraíso paranaense que atende pelo nome de Ilha do Mel.

Saindo de barco da cidade de Paranaguá, em pouco mais de uma hora e meia, você se defrontará com a riqueza da Mata Atlântica da ilha, considerada uma estação ecológica. O lugar possui um ritmo que seduz pela tranquilidade e busca de harmonia com a natureza. Prova disso é o limite de visitações diárias: cinco mil pessoas.

Ainda na década de 1970, a ilha ganhou notoriedade por ser um reduto de naturalistas e hippies. Hoje recebe os mais diferentes públicos e oferece uma estrutura de receptivo turístico adequada às visitações, que além das praias, incluem ruínas históricas.

E por falar em praias, a do Farol, Prainhas, do Miguel, do Gaspar e a da Fortaleza, são alguns dos destinos mais procurados. Entre os vestígios históricos, a Fortaleza da ilha é a recordação de um tempo em que Portugal tentava proteger Paranaguá de ataques estrangeiros, por ser uma das principais entradas do país. Os canhões de sua construção foram protagonistas da batalha "Combate Carmorant".

Também vale a pena conhecer a Gruta das Encantadas. Localizada ao sul da ilha, reza a lenda que a gruta seria o reduto de lindas mulheres míticas, de voz melodiosa, que surgiam em noites de luar para seduzir os turistas, que não mais seriam vistos.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em