Ilhas turísticas do país ganham força com associação

O Brasil já tem ilhas preparadas para receber bem o turista

  
  

A Associação Brasileira de Ilhas Turísticas (Abitur) será oficialmente criada na abertura da World Travel Marketing Latin America (WTM) 2014, evento internacional da indústria do turismo que será realizado entre os dias 23 e 25 de abril no Transamérica Expo Center, em São Paulo.

A solenidade de fundação da associação, será às 16h, do dia 23, no estande do Ministério do Turismo e contará com a presença do ministro Vinicius Lages e do presidente da comissão criadora da entidade, Rafael Gutierres Júnior.

O Brasil já tem ilhas preparadas para receber bem o turista. Passar as férias em uma das centenas de ilhas do Brasil, fluviais ou oceânicas, sempre foi um privilégio para poucos – e um desejo de muitos.

No imaginário coletivo, a tranquilidade absoluta é representada por um cenário de ilha deserta, com águas transparentes, areias brancas e vegetação tropical.

A boa notícia é que o Brasil tem centenas delas, muitas preparadas para receber bem os turistas. E a criação de uma associação dará ainda mais visibilidade ao segmento.

“A proposta da Abitur é atender as necessidades dos destinos de ilhas turísticas brasileiras, dentro de cada realidade, sendo uma ferramenta de ligação com os órgãos públicos, para a melhoria da qualidade de vida dos moradores e consequentemente de seus visitantes”, disse Rafael Gutierres Júnior, que também preside a Fundação Municipal de Turismo de Paranaguá, no Paraná.

Segundo ele, as ilhas turísticas precisam de um modelo de gestão pública específica para o turismo, que leve em conta a sustentabilidade ambiental, econômica, social e cultural.

As primeiras ilhas a integrarem a nova associação são a Ilha do Mel, em Paranaguá, no Paraná; a Ilha de Fernando de Noronha, em Pernambuco; Ilhabela, em São Paulo; Ilha Grande, no Rio de Janeiro e a Ilha de Marajó, no Pará. A entidade busca também um assento no Conselho Nacional de Turismo.

O ministro do Turismo, Vinicius Lages, recebeu no início de abril, o prefeito da cidade de Paranaguá, Edison Kersten e o presidente da Fundação Municipal de Turismo da cidade, Rafael Gutierres Jr, que comunicaram sobre os preparativos para a criação da Abitur.

O ministro Lages mostrou-se receptivo à ideia da a nova entidade dizendo existem muitas ilhas no Brasil que podem virar roteiros turísticos organizados, que permitam o desenvolvimento dessas localidades mas também garantindo a preservação do meio ambiente.

“O potencial turístico é enorme e temos que trabalhar para transformá-lo de atrativo natural em ações economicamente viáveis”, disse o ministro.

Buscar reconhecimento, apoio e viabilizar formas e estratégias de posicionamento de mercado são também metas da associação. Em Paranaguá, município que integra a mais nova associação e responsável por atrair outras ilhas, tem como destaque a Ilha do Mel, que é um dos principais atrativos do litoral do Paraná.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: MTUr

  
  

Publicado por em