Mata Atlântica é o novo atrativo turístico em Angra dos Reis

Além das belezas naturais das praias e ilhas, Angra dos Reis possui outro importante atrativo pouco explorado pelo turismo, a Mata atlântica

  
  
A Mata Atlântica ocupa 90% do território municipal de Angra dos Reis

Além das belezas naturais das praias e ilhas, Angra dos Reis possui outro importante atrativo pouco explorado pelo turismo, a Mata atlântica.

A Mata Atlântica ocupa 90% do território municipal de Angra dos Reis. É considerada um complexo vegetacional que envolve diversos tipos de ecossistemas e que abrigam uma infinidade de espécies animais e vegetais.

Para aproveitar toda essa biodiversidade encontrada na região o presidente da Fundação de Turismo de Angra dos Reis (TurisAngra), Hique Carloni, lançou um projeto em que almeja criar um diferente roteiro turístico na região, que não seja no âmbito praiero, e sim, que abrangesse o ecoturismo na Mata Atlântica.

Com essa ideia, o presidente visitou a aldeia indígena Sapukai, no Bracuí com o intuito de apresentar ao cacique João da Silva, ou Veramirim, em Guarani, a ideia de incluir a tribo em um roteiro de turismo ecológico no qual será implantado naquele bairro.

A intenção é preparar os índios para receber os turistas que desejem ter outra opção de passeio que não seja o mar. Segundo ele, trezentos e oitenta índios serão beneficiados com a criação do novo roteiro.

Uma das motivações do projeto é dar dignidade aos indígenas na comercialização de seus produtos. Na aldeia será feito um trabalho de recuperação e aprimoramento das principais características culturais dos índios, como a moradia em ocas, a pesca artesanal, as danças folclóricas e a valorização das atividades desenvolvidas na tribo.

O Cacique Veramirim aprovou a ideia da TurisAngra. Ele acredita que sérios problemas da tribo, como a ida de mulheres e crianças para o centro da cidade e os casos de alcoolismo, podem ser solucionados caso haja um comprometimento das autoridades na concretização do roteiro turístico.

Atrativos como pesgue-pague, esportes radicais e restaurantes de comidas típicas também devem ser incluídos no roteiro.

Fonte: Viagem Brasil

  
  

Publicado por em