Mato Grosso do Sul! Oportunidades com sombra e água fresca

Mato Grosso do Sul é privilegiado pelas belezas naturais, um atrativo que o torna o destino perfeito para os amantes do ecoturismo e turismo de aventura

  
  
Águas Cristalinas em Bonito

Mato Grosso do Sul é privilegiado pelas belezas naturais, um atrativo que o torna o destino perfeito para os amantes do ecoturismo e turismo de aventura. O Estado situado no coração do Brasil, na região Centro Oeste, pode ser facilmente acessado por todos os lados. A capital, Campo Grande, está a menos de duas horas de avião dos grandes centros urbanos do país -Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro - que também são os principais portais de entrada internacional. O sul do país está ao alcance através de voos diretos que ligam Campo Grande a Foz do Iguaçu e Porto Alegre.

Sua localização contribui para o desenvolvimento econômico, pois é vizinho de grandes centros produtores e consumidores do país: Minas Gerais (leste), São Paulo (sudeste), Goiás (nordeste), Paraná (sul) e Mato Grosso (norte), além das fronteiras com os países sul-americanos Bolívia (oeste) e Paraguai (oeste e sul).

O Estado dispõe ainda da maior área com reserva subterrânea de água doce da América do Sul, o Aquífero Guarani, com 25% da reserva do país em seu território, num total de 210 mil quilômetros quadrados.

Boca da Onça - Serra da Bodoquena

O Pantanal é uma das mais exuberantes e diversificadas reservas naturais do planeta, sua fauna foi reconhecido pela UNESCO como Reserva da Biosfera e Patrimônio Natural da Humanidade. Com 65% da sua área em Mato Grosso do Sul é uma das maiores planícies alagáveis do mundo.

Considerado polo do ecoturismo, Bonito surpreende pelas belíssimas paisagens naturais de rios transparentes, praias de águas doces, cachoeiras, cavernas, grutas e dolinas. O município foi eleito pelo 8º ano consecutivo como melhor destino de ecoturismo do Brasil tendo o desenvolvimento alinhado à sustentabilidade local e a conservação da natureza.

Campo Grande, capital do Estado, destaca-se pelo seu desenvolvimento e crescimento econômico, com investimentos dos poderes públicos e do setor privado. A economia em plena expansão proporciona mais oportunidades de empregos, gerando renda e influenciando o consumo. Com imensa área verde, avenidas largas, rede hoteleira variada e boa infraestrutura de comércio e serviços é uma das capitais com melhor qualidade de vida. Uma cidade com cultura diversificada, cosmopolita e que contém grandes atrativos de lazer e entretenimento.

De origem e tradição agropecuária, o Estado tem na sua gastronomia uma resultante dos elementos culturais e naturais que construíram suas tradições e costumes: o churrasco com mandioca é muito apreciado, a variedade de peixes se reflete numa culinária rica e exótica para o turista, assim como o tereré (espécie de mate gelado), os doces caseiros feitos de frutas típicas da região, da influência fronteiriça, a chipa e a sopa paraguaia do Paraguai e a saltenha da Bolívia. Dentre as manifestações culturais, no artesanato, a expressão indígena é predominante com belíssimas peças rústicas e originais.

Todo esse mosaico natural e cultural que o Estado de Mato Grosso do Sul abriga nos setenta e oito Municípios está a disposição para se conhecer, desfrutar e investir.

Mato Grosso do Sul é tudo isso! Oportunidades com sombra e água fresca.

Mato Grosso do Sul possui exuberantes riquezas naturais. A fauna e flora da região são algumas de suas principais atrações. O Estado oferece inúmeras opções para o turista que ama a natureza e aventura. Seja por suas cidades ou por sua vida natural, Mato Grosso do Sul atrai e conquista todos os seus visitantes.

Confira os roteiros turísticos:

Roteiro Pantanal do Rio Aquidauana

O Alto Pantanal é menos afetado pelas enchentes que outras regiões pantaneiras. Abrange os municípios de Aquidauana, Anastácio e Rio Negro e o principal atrativo é o ecoturismo, com observação da flora e fauna, trilhas, pesca e cavalgada, além da cultura pantaneira.

Como chegar: A partir de Campo Grande, são cerca de 2h30 de estrada, 125 quilômetros até Aquidauana.

Roteiro Pantanal do Rio Negro e Região

Esta sub-região do Pantanal entre junho a outubro fica seca. O período proporciona ao turista uma aventura na estrada boiadeira. O roteiro abrange os municípios de Aquidauana e Rio Negro somando a seus afluentes, na região da Nhecolândia. Destaque ao turismo ecológico, científico, rural, pesca e equestre.

Como chegar: Leva-se de Campo Grande a Rio Negro, aproximadamente três a seis horas de carro ou ônibus.

Roteiro do Pantanal da Nhecolândia e vazantes

A região fica no coração do Pantanal Sul e possui características típicas como: corixos, baías, salinas, campos limpos, bosques e savanas, cercado de animais silvestres. Lá também é possível ver alguns ambientes bem típicos, como bosques, savanas e salinas. Os municípios que fazem parte do roteiro são: Aquidauana, Rio Negro e Corumbá.

Como chegar: São 125 quilômetros da Capital à Aquidauana, porém para chegar no coração da região, pode levar até 7h30 de estrada.

Roteiro Pantanal do Miranda Ecológico e Rural

O roteiro, de características peculiares, mistura savanas, campos inundáveis, brejos e lagoas, se estende até o Rio Paraguai. É uma ótima região para o turismo rural, ecológico e científico, sendo também propício para a pesca esportiva. Abrange as cidades de Miranda e Aquidauana.

Como chegar: A partir de Campo Grande, são 3h30 de viagem por carro ou ônibus. A distância até Miranda, saindo da capital, é de 194 quilômetros. Acesso pela BR 262.

Roteiro Pantanal do Abobral e Estrada Parque

Conhecida como estrada velha ou boiadeira, a Estrada Parque corta o Pantanal entre Abobral e Nhecolândia. Também dá acesso à fronteira da Bolívia, e faz parte dos municípios de Miranda e Corumbá.

Como chegar: Via carro, o trajeto dura até 5h30, saindo de Campo Grande.

Roteiro Agro-tecnológico e Cientifico

O Estado é destaque no desenvolvimento de pesquisas e tecnologia de ponta, dentre eles turismo agro-tecnológico, científico e de negócios. O roteiro, entre as cidades de Campo Grande, Sidrolândia, Terenos, Aquidauana, Miranda e Corumbá, passa pelas empresas rurais que trabalham com tecnologias que desenvolvem e aprimoram a genética em bovinos.

Como chegar: Já de Campo Grande é possível começar o roteiro, que também permeia as estradas BR 262 e MS 060. Da capital até Terenos são 23 quilômetros; até Sidrolândoa, 65 quilômetros; e até Corumbá, 420 quilômetros.

Roteiro Bonito das Águas Cristalinas e das Aventuras

O roteiro possui muitas nascentes e grutas, que deixam o lugar propício para o ecoturismo. Destaca-se na região atividades como mergulho, trilhas, rapel, arvorismo e descida de corredeiras. Localizado na Serra da Bodoquena, a rota inclui os municípios de Jardim, Bonito e Bodoquena.

Como chegar: Para ir até Bonito, há a opção de áereo, saindo de Campo Grande, com duração de cerca de 50 minutos. Quem optar por ir de carro ou ônibus gasta três horas de viagem são 270 quilômetros de Campo Grande a Bonito.

Fonte: Adventure Sport Fair

  
  

Publicado por em

Rodolfo Andres

Rodolfo Andres

16/05/2012 20:20:52
Viajo al Pantanal y me gustaría recorrer los senderos de los parques. Soy fotógrafo de aves.
Podrían enviarme las coordenadas de ellos y las rutas donde se encuentran.

Antonio carlos volpato

Antonio carlos volpato

07/10/2011 13:49:51
O pantanal é o maior parque ecológico do mundo, a onde todos podem apreciar as belezas do Estado rico em turismo e hospedagem, além de curtir suas águas cristalinas. Amo o pantanal!

Alisson

Alisson

15/11/2010 03:59:10
Bela matéria.... MS deve ser muito lindo!!