Mato Grosso do Sul reduz cota permitida a pescadores amadores

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Márcio Portocarrero, estima que os pescadores amadores são responsáveis por 60% de todo o volume de peixes que é retirado dos rios do Estado, e os pescadores profissionais pelos 40% restantes. Segundo ele, a co

  
  

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Márcio Portocarrero, estima que os pescadores amadores são responsáveis por 60% de todo o volume de peixes que é retirado dos rios do Estado, e os pescadores profissionais pelos 40% restantes.

Segundo ele, a cota de pescado autorizada pelo Ibama - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis e pela Sema - Secretária de Meio Ambiente para os pescadores amadores vêm diminuindo gradativamente.

No ano passado, era de 12 quilos de peixe mais um exemplar. A cota deste ano é 10 quilos mais um exemplar; em 2004, será de 5 quilos mais um exemplar; e, em 2005, apenas um exemplar.

Portocarrero disse que a diminuição gradativa da cota para os pescadores amadores tem objetivo de dar tempo aos empresários do setor turístico de se adequar à nova realidade. Na opinião do secretário, o empresário de turismo tem de se conscientizar que precisa trabalhar o ecoturismo, e não o turismo predatório.

Fonte: Agência Brasil

  
  

Publicado por em