Mercado nórdico ganha comitê brasileiro de turismo

O turismo brasileiro agora tem na Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia e Islândia um único mercado, organizado por meio do Brazil Travel Committee (BTC). Como um bureau do destino Brasil lá, um comitê inédito, que surge para estimular nestes países, e

  
  

O turismo brasileiro agora tem na Noruega, Dinamarca, Suécia, Finlândia e Islândia um único mercado, organizado por meio do Brazil Travel Committee (BTC). Como um bureau do destino Brasil lá, um comitê inédito, que surge para estimular nestes países, e também e nas ilhas situadas no Báltico, o interesse de turistas em viajar para o Brasil.

Com meta estipulada para 2010, quer aumentar o fluxo atual de 55 mil visitantes nórdicos anuais para o Brasil para 150 mil.O lançamento do BTC foi no dia 14 de setembro, em Estocolmo (Suécia).

Formado por operadores de turismo que já vendem destinos brasileiros e especialistas em Brasil, o BTC irá trabalhar em parceria com a EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo) e com empresas nacionais, como a Varig e a TAM, que têm operações naqueles países.

`Agora, as ações nestes mercados terão continuidade, não ficarão mais perdidas em ações pontuais`, avalia Karin de Carvalho, executiva responsável pelo Escritório Brasileiro de Turismo (EBT) em Frankfurt (Alemanha). Além do mercado alemão, o EBT recém-inaugurado também abrange os países nórdicos.

`Será uma mudança significativa das oportunidades de promoção do Brasil como destino turístico, independentemente do tipo de viagem`, completa Hans Wigholm, diretor do BTC.

O programa de ações inclui a realização de workshops, seminários e roadshows, além da participação em feiras de turismo e a criação de sites promocionais nas línguas de cada país. A criação de um fórum de discussão, tanto das oportunidades quanto de entraves, o treinamento de profissionais e o estímulo a especialistas em Brasil estão na pauta.

`O especialista é a pessoa que pode sanar dúvidas na hora de melhor vender o Brasil, reunindo informações específicas em diversas áreas do país`, explica Karin.

Início:

Na sua avaliação, `após a participação da Embratur em feiras realizadas na Suécia no primeiro semestre deste ano, a Golf Festival e a Tur, ficou claro para eles que há um grande interesse do Brasil neste mercado. A partir daí, abriu-se o espaço para a criação desta câmara de promoção perene do Brasil.

` Agora, as ações de marketing do turismo brasileiro - que antes ficavam restritas ao envio de material promocional e à atuação do setor de turismo da embaixada do Brasil
em Estocolmo , ganham mais força.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em