Natureza exuberante, atividades de aventura, cultura, arte e gastronomia dão charme à Serra da Canastra

Poucos lugares conseguem unir tantos atrativos naturais e culturais como o Parque Nacional da Serra da Canastra. Quem chega, logo se depara com a belíssima paisagem, formada por dois maciços em formato de platô que se erguem paralelos

  
  
Serra da Canastra

Poucos lugares conseguem unir tantos atrativos naturais e culturais como o Parque Nacional da Serra da Canastra, localizado no sudoeste de Minas Gerais. Seu entorno, composto pelos municípios de São Roque de Minas, Vargem Bonita, São João Batista da Glória, Sacramento, Delfinópolis e Capitólio - sendo estes dois últimos os mais famosos –, é ideal para quem gosta de gastronomia, arte, cultura e principalmente viagens na natureza.

Quem chega, logo se depara com a belíssima paisagem, formada por dois maciços em formato de platô que se erguem paralelos, com altitudes que variam de 700 a 1.496 metros – o da Canastra e o Chapadão da Babilônia -, com as diversas nascentes, cachoeiras e uma vegetação composta de campos floridos e ainda trechos de Mata Atlântica e Cerrado.

As principais quedas d’água são a do Casca D’anta, com seus 200 metros de altitude, a do Fundão e a do Jota, ideal para um banho. Outro passeio imperdível é até a parte alta do Parque Nacional, onde está a nascente do rio São Francisco, que se dá em um brejo pouco antes de formar a impressionante queda d’água conhecida como Casca D’anta.

A diversidade está presente também na fauna. Animais ameaçados de extinção como o lobo-guará, o tamanduá-bandeira e o pato-mergulhão encontram no Parque um refúgio e convivem harmoniosamente com seriemas e veados-campeiros.
Para quem aprecia a cultura da vida ao ar livre, nada melhor do fazer caminhadas para observação de animais, bóia-cross ou experimentar um circuito de arvorismo.

A cultura, a arte e a gastronomia da Serra da Canastra também cativam os visitantes. Os artesãos locais produzem com esmero peças decorativas e de cunho religioso. Já a iguaria mais típica e preciosa é o queijo Canastra, de textura firme e levemente picante, registrado em 2008 como Patrimônio Cultural Imaterial pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Feito artesanalmente a partir do leite de vaca cru, é produzido há mais de 200 anos da mesma forma e apresenta sabor e qualidade incríveis, graças sobretudo ao clima serrano.

Visitar a região é um programa interessante durante todo o ano, mas é no mês de setembro que acontece a festa do queijo da Serra da Canastra, que atrai centenas de pessoas à cidade de São Roque de Minas. Na ocasião é possível votar no melhor queijo e aprender tudo sobre a história desta tradição.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em