O Brasil é o destino preferido pelos turistas portugueses.

Segundo operadores de turismo portugueses, o Estado vem sendo um dos mais procurados pelos lusitanos, atraídos pelas belas praias, alta gastronomia e hotéis luxuosos.O Brasil é, sem dúvida, o destino preferido pelos portugueses. O número de turistas l

  
  

Segundo operadores de turismo portugueses, o Estado vem sendo um dos mais procurados pelos lusitanos, atraídos pelas belas praias, alta gastronomia e hotéis luxuosos.O Brasil é, sem dúvida, o destino preferido pelos portugueses.

O número de turistas lusitanos cresceu de 165.898 em 2001 para 336.988 em 2004, segundo dados divulgados pela Embratur. No ano passado, 18 novas operadoras portuguesas passaram a vender pacotes com destino ao Brasil. E Pernambuco aparece na lista nos estados mais procurados pelo visitante português.

`O estado tem tudo o que o turista lusitano procura em um destino: belas praias, gastronomia regional de alta qualidade, artesanato e redes hoteleiras luxuosas`. A opinião é do representante da operadora Abreu Club 1840, Antônio Matias, que veio ao Recife junto com outros 13 operadores para participar de um famtur para conhecer de perto as belezas que tanto tem atraído os portugueses.

Os mercados da Bahia e do Rio Grande do Norte são os principais concorrentes de Pernambuco, principalmente no que diz respeito aos hotéis. `A rede hoteleira desses estados ainda é deficiente comparada à pernambucana. Aqui, o visitante encontra equipamentos bem mais luxuosos`, comenta.

A oferta de vôos diretos de Lisboa para Recife, além dos vôos charters, contribuíram significativamente para que Pernambuco recebesse maior número de turistas portugueses nos últimos anos.

Outra grande arma de Pernambuco chama-se Porto de Galinhas. A badalada praia do Litoral Sul virou referência quando o assunto são as belezas naturais. Tanto que a capital pernambucana acabou se tornando apenas ponto de partida para a maioria dos portugueses que visitam o Estado.

A maioria deles passa apenas duas ou três noites em Recife e finaliza a visita em Porto. A violência ainda é um dos fatores que mais afastam os turistas da capital. Os operadores reclamam da falta de campanhas de esclarecimentos sobre a segurança e os diversos atrativos.

Ainda segundo informações de operadores da Abreu Club 1840, os portugueses que visitam o Estado têm alto poder aquisitivo e gastam, pelo menos, R$ 250 por dia. `90% dos turistas procuram, além das belas praias, o turismo cultural agregado e geralmente destinam grande parte do gasto diário na compra de peças de artesanato e da cultura local`, afirma José Teixeira da Rocha, também operador de turismo.

A gastronomia pernambucana também é um item que tem valor ímpar na escolha do destino. Os operadores sentem falta da inclusão das cidades do Interior nos percursos turísticos tradicionais.

`Algumas cidades têm uma riqueza histórica e cultural ainda desconhecida dos portugueses. Seria interessante agregar roteiros ao Interior do estado`, pontua Teixeira.

Os operadores da Abreu Club 1840 ficam em Recife até o próximo dia 19 de fevereiro, hospedados no Dorisol Recife Grand Hotel. Vão visitar pontos turísticos da capital pernambucana e de Olinda e ainda conhecer as prévias do carnaval das duas cidades. Em fevereiro, eles fizeram uma inspeção nos hotéis da cidade, avaliando itens como conforto, sofisticação e área de lazer. A estrutura hoteleira melhor avaliada foi o Dorisol Recife Grand Hotel, em Piedade.

Para Rodrigo Mendes, gerente de operações da rede Dorisol no Brasil, a preferência pelo hotel se deve pela localização privilegiada, na beira da praia, a excelente estrutura e aos serviços diferenciados.

`Está no plano de ação do Dorisol para 2006 investir ainda mais no mercado Português, inclusive oferecendo pacotes que agreguem roteiros turísticos diferenciados`, explicou Mendes.

Fonte: MAPA Comunicação Integrada

Del Valle Editoria
Contato:vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em