Oficinas de prática

No domingo os participantes que se inscreveram para uma das cinco oficinas de prática iniciaram as atividades às 09h00 da manhã nas salas de aula do SENAC da Av. Francisco Matarazzo. Grupo da oficina de Mapeamento, planejamento e gestão de trilhas Fo

  
  

No domingo os participantes que se inscreveram para uma das cinco oficinas de prática iniciaram as atividades às 09h00 da manhã nas salas de aula do SENAC da Av. Francisco Matarazzo.

Grupo da oficina de Mapeamento, planejamento e gestão de trilhas

As oficinas de prática foram as seguintes:

Grupo da oficina de Interpretação Ambiental em Trilhas

Oficina de Excursionismo e prática de mínimo impacto
Por Guilherme Rocha Dias - técnico Guarda Parque e graduado em Comunicação Social.
Ministrada somente em salas de aula, esta oficina mostrou aos participantes as atitudes e técnicas adequadas para a realização de excursões à Natureza, abordando assuntos como postura pessoal e mínimo impacto, excursionismo e caminhadas longas, modalidades e esportes na natureza, equipamentos e alimentação, e práticas de mínimo impacto em ambientes naturais.

Mapeamento, planejamento e gestão de trilhas
Por Waldir Joel de Andrade - engenheiro florestal, pesquisador do Instituto Florestal e diretor do Parque Estadual dos Mananciais de Campos do Jordão.
Com o objetivo de capacitar profissionais da área de ecoturismo na elaboração de sistemas de trilhas como recurso sustentável para uso público e de conservação de áreas naturais protegidas, esta oficina procurou ensinar os participantes a planejar, construir e gerir um sistema de trilhas como meio de valorizar, potencializar e contribuir para a preservação do ambiente.
Após as aulas teóricas no SENAC, os participantes foram ao Parque da Água Branca para exercitar os conceitos abordados fazendo simulações em áreas isoladas do parque.

Aprendizagem Sequencial na Prática do Ecoturismo
Por Rita Mendonça - Coordenadora no Brasil da Sharing Nature Foundation.
Esta oficina foi realizada inteiramente no Parque Estadual da Cantareira, onde várias atividades práticas e vivências foram aplicadas aos participantes com o objetivo de mostrar a importância de se perceber a Natureza em sua essência, absorvendo sua energia através de uma integraçao mais profunda com os elementos.

Interpretação Ambiental em Trilhas
Por Zyzman Neiman - Diretor da Physis, mestre em Psicologia Experimental e bacharel em Biologia.
Iniciada na sala de aula do SENAC, esta oficina passou conceitos teóricos abordando técnicas para a interpretação das trilhas e a maneira adequada de passar as informações para os alunos e passageiros, já que o enfoque da interpretação foi para viagens de estudos do meio, onde é necssário que o guia/monitor passe as informações aos participantes de uma maneira descontraída, porém, eficaz para que haja aprendizado.
Na parte da tarde, Zysman levou o grupo para o Parque da Água Branca, onde todos puderam praticar os conceitos aprendidos e debaterem sobre as práticas.

Zoneamento Ecológico-Econômico
Por Patrícia Lago Grazinoli, Gerente de Projeto do Ministério do Meio Ambiente / Secretaria de Desenvolvimento Sustentável.
Esta oficina foi realizada inteiramente em sala de aula e apresentou aos participantes o que é, para que serve e como se utilizar do Zoneamento Ecológico-Econômico quando for necessário consultar o panorama ecológico-econômico de alguma região específica.

  
  

Publicado por em