Paratur se integra á Conta Satélite do Turismo

O Estado do Pará, por meio da Paratur (Companhia de Turismo do Estado do Pará), saiu na frente e fechou convênio com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) para fornecer dados que vão compôr a Conta Satélite de Turismo. No dia 7/2, o diretor de

  
  

O Estado do Pará, por meio da Paratur (Companhia de Turismo do Estado do Pará), saiu na frente e fechou convênio com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) para fornecer dados que vão compôr a Conta Satélite de Turismo.

No dia 7/2, o diretor de Estudos e Pesquisas da Embratur, José Francisco de Salles Lopes, esteve em Belém, na sede do órgão de Turismo do Estado, onde participou de reunião com representantes, além da própria Paratur, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) , SEPOF (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças) do Pará e UFPA (Universidade Federal do Pará).

No encontro, José Francisco apresentou os resultados das ações de implementação do atual sistema de apuração de dados do Ministério do Turismo, por meio da Embratur. A Paratur, por sua vez, apresentou o seu Sistema de Informações Turísticas do Pará (Sistur).

Para José Francisco, a iniciativa do Estado deve fazer com outras unidades da federação sigam o exemplo. “É muito bom que o Pará se integre na estrutura da criação de uma base de dados econômicos do turismo”, disse.

Os dados com que trabalha a indústria do turismo no Pará, assim como em todos os Estados do Brasil, são extraídos de indicadores gerais sobre a economia, como por exemplo o PIB (Produto Interno Bruto) dos municípios, além de informações gerais fornecidas pelo IBGE.

Outras fontes de informação estão ligadas às áreas que possuem interface com o turismo, como transporte de passageiros e rede hoteleira. Já a Conta Satélite, mais abrangente, reunirá dados relacionados a oferta, demanda, investimentos, capital e à mão-de-obra agregada ao turismo no Estado, que no final comporão uma Conta Satélite do Turismo nacional.

Para o presidente da Companhia Paraense de Turismo, Adenauer Góes, o sistema levanta informações objetivas sobre o setor e possibilita que seja identificado o impacto das atividades turísticas na economia do Estado: “Isso nos mostra o quê, no quê e onde devemos investir, facilitando o direcionamento das políticas de desenvolvimento do turismo do Pará”.

A Conta Satélite do Turismo :

A Conta Satélite é um modelo, desenvolvido pelas Nações Unidas, que dimensiona as atividades econômicas que não aparecem discriminadas como setores dentro das Contas Nacionais.

O setor de turismo, por exemplo, envolve um conjunto de atividades, como transporte, meios de hospedagem e serviços de alimentação, entre outras. Instrumento estatístico elaborado para medir o consumo desses bens e serviços, numa determinada economia, usa definições e classificações internacionais, permitindo comparações fidedignas com outros setores da economia, entre um país e outro e também entre grupos de países.

Fonte: Embratur

Del Valle Editoria
Contato: vininha@vininha.com

  
  

Publicado por em