Parque da Tijuca é eleito o melhor local do mundo para caminhadas em área urbana

Oferece quase 200 quilômetros de trilhas abertas e sinalizadas, além de mirantes, recantos e lagos.

  
  

O Parque Nacional da Tijuca, unidade de conservação (UC), gerida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no Rio de Janeiro, foi eleito pelo Lonely Planet, considerado o maior guia de viagens do mundo, o melhor lugar para caminhadas em área urbana.

A nova edição do Lonely Planet lista mil aventuras ao redor do planeta e faz um ranking dos melhores locais.

O ranking coloca as trilhas do parque carioca acima das de outros lugares como Londres, capital inglesa; Cidade do Cabo, na África do Sul; Sidney, na Austrália; e Vancouver, no Canadá.

A escolha foi feita pelos editores do próprio Lonely Planet e foi bem recebida pelo chefe do Parque Nacional da Tijuca, Ernesto Castro.

Para Ernesto, "o prêmio é um reconhecimento ao parque como um local privilegiado em uma cidade inigualável e também um reconhecimento aos funcionários e voluntários que fazem a sinalização e manutenção das trilhas para garantir a segurança e o lazer dos visitantes", disse o chefe.

O Parque Nacional da Tijuca tem quase 200 quilômetros de trilhas abertas e sinalizadas, além de mirantes, recantos e lagos.

O parque recebe cerca de 7 mil visitantes por dia e oferece muitos atrativos como o Corcovado, a Vista Chinesa, a Floresta da Tijuca e a Pedra da Gávea.

Segundo o chefe do parque, a UC passa por obras para melhor atender aos visitantes.

"O parque está passando por muitas melhorias, como a construção do complexo Paineiras, centro de visitantes com exposição educativa, restaurantes, banheiros, estacionamentos e lojas de suvenires no acesso ao Morro do Corcovado e a Trilha Transcarioca, que ligará vários parques, cruzando toda a cidade. No parque estão prontos 30 quilômetros de trilhas, ligando o Alto da Boa Vista ao Corcovado", disse Ernesto.

Sobre a segurança do parque, ele declarou que, com as medidas de vigilância adotadas, as ocorrências diminuíram.

"Os acessos oficiais são controlados por vigilantes e agentes do ICMBio e as trilhas patrulhadas com apoio da Guarda Municipal e Polícia Militar. Apesar de ser um parque nacional, ele não está isolado do contexto da metrópole em que está inserido.

O parque é o lugar mais seguro da cidade e em 4 mil hectares, foram registrados cinco assaltos este ano. A título de comparação, isso representa 0,4% do número de assaltos registrados no bairro de Santa Teresa, vizinho ao parque", disse.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: ICMBio

  
  

Publicado por em