Viaje quase de graça com Milhas Aéreas

Notícias > Turismo > Ecoturismo > 

Parque das Águas, em Belo Horizonte, já está com as portas abertas para a população

Totalmente reformado, o Parque Ecológico Roberto Burle Marx, mais conhecido como Parque das Águas, na região do Barreiro, foi reinaugurado

7 de Setembro de 2010.
Publicado por Equipe EcoViagem  

Parque das Águas, em Belo Horizonte

Parque das Águas, em Belo Horizonte
Foto: Divulgação

Belo Horizonte recebeu de volta mais um local para lazer, diversão e contato com a natureza. Totalmente reformado, o Parque Ecológico Roberto Burle Marx, mais conhecido como Parque das Águas, na região do Barreiro, foi reinaugurado pela Prefeitura e já está aberto para a população. Para as obras de reforma e ampliação do espaço, realizada pela PBH, por meio da Fundação de Parques Municipais e da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), foram destinados cerca de R$ 4 milhões.

A entrega do parque faz parte das comemorações aos 155 anos do Barreiro, completados neste mês de agosto. Durante a solenidade, o prefeito Marcio Lacerda, acompanhado pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Nivio Tadeu Lasmar, pelo presidente da Fundação de Parques Municipais, Luiz Gustavo Fortini e pelo secretário regional interino do Barreiro, Sylvio Ferreira, visitou as novas instalações e descerrou a placa de inauguração da reforma.

Marcio ressaltou que a Prefeitura está trabalhando para a ampliação e preservação dos 71 parques municipais existentes na capital. Ele destacou que o Parque Roberto Burle Marx é um espaço de muita qualidade, não só para o Barreiro, mas para Belo Horizonte. “Esse parque tem um significado especial pela sua riqueza de águas e, principalmente, pela quantidade de árvores, a composição da fauna e diversas plantas medicinais que ele possui. Então, temos a obrigação de preservar e ampliar cada vez mais essa riqueza natural que será sempre uma fonte de alegria para todos os habitantes da cidade”, afirmou.

Luiz Gustavo Fortini enfatizou que o objetivo da reforma, que faz parte do Programa de Recuperação e Obras nos Parques (ProParque), é conservar o patrimônio histórico e ambiental e oferecer à população melhores condições para o desenvolvimento de atividades sociais, culturais e de lazer. “É essencial que as pessoas valorizem o novo parque, principalmente que ele seja bem cuidado e limpo”, afirmou. Ele disse também que, brevemente, a Prefeitura entregará outros parques da capital para a população, com várias novidades.

Os trabalhos executados incluem a reforma dos gramados, jardins e espelhos d'água, um anfiteatro, novas quadras e arquibancadas, a construção de equipamentos de ginástica e brinquedos. A sede administrativa também ganhou novas instalações, como recepção, salas de reunião e de vídeo e banheiros públicos. Os galpões ocupados pela comunidade para trabalhos de costura, artesanato e marcenaria e o Lago Fênix foram restaurados. O viveiro de plantas ornamentais também ganhou uma cara nova.

CEA Barreiro
A implantação de um novo Centro de Educação Ambiental (CEA) Barreiro, construído no Parque das Águas com alguns materiais reciclados, foi o terceiro instalado nas unidades da Fundação de Parques Municipais e é um exemplo de construção sustentável. O espaço possui telhado verde, aquecimento solar e infraestrutura para reaproveitamento de água da chuva e é um espaço adequado para a realização de oficinas e atividades voltadas para a educação ambiental.

Parque Roberto Burle Marx

Parque Roberto Burle Marx

Parque Roberto Burle Marx
Foto: Divulgação

O Parque das Águas, que funciona diariamente de 7h às 18h, possui uma área de mais de 172 mil metros quadrados. Inserido no complexo ecológico da Serra do Rola Moça, na divisa da Serra do Curral, o parque faz limite com a reserva de proteção do manancial do Barreiro. Sua vegetação é típica do cerrado, com formações de campo cerrado e mata ciliar. A fauna do parque é composta por tucanos, pica-paus, sabiás, gaviões, sanhaços, garrinchas, corujas, saracuras, gambás e micos-estrela.

Mais de cem espécies de plantas medicinais e aromáticas também são cultivadas no parque. São encontrados no local fontes entre os jardins, caminhos abertos para a água escorrer por entre o gramado, além de lagos, quedas d’água e diversas nascentes, que fazem parte do paisagismo do Parque das Águas. Por ele passa também o córrego do Clemente, integrante da bacia do Rio São Francisco.

Horário de Funcionamento: diariamente, de 7 às 18 horas.
Localização: av. Ximango, 809 – bairro Flávio Marques Lisboa, Barreio de Cima.
Informações: 3277-5968 ou 3277-4882
Entrada gratuita.

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte

Compartilhar nas Redes Sociais

Comentários

Natalia Dias Soares Nicacio

 postado: 31/1/2011 22:06:26editar

Estou doida pra conheçer esse Parque da Águas. Mais um dia e vou conhecê-lo!!

 

denner de moura flaviano

 postado: 8/6/2011 19:52:38editar

Um ótimo lugar paisagístico, um lugar de descanço, paz e socego, não deixe de conhecer!

 

Manu

 postado: 27/8/2012 12:54:55editar

Ótimo!

 

Ilma Freitas

 postado: 7/2/2013 17:05:05editar

Já estive no parque das águas várias vezes, acho lindo, tranquilo.

 

ilma de Freitas

 postado: 13/2/2013 10:24:52editar

Obrigado, sendo aceito vamos poder ver claramente aquela beleza da natureza que é aqueles peixinhos lindos,e só mais uma pergunta vcs levam razão para eles?
ou podem jogar pão e frutas? mas muito obrigado mesmo. Amo a natureza.

 

 

Veja também

Parque Nacional do Iguaçu registra 87 mil visitantes em agostoTrecho Rio-São Paulo garante diversão no feriado

 

editar    editar    editar    223 visitas    4 comentários