Programa Benchmarking Analisa Ecoturismo no Pantanal

As visitas técnicas acontecem principalmente na região de Miranda (MS). Entre os equipamentos visitados, os empresários conhecerão a experiência bem-sucedida do Centro Referencial da Cultura Terena

  
  

O Programa “Benchmarking em Turismo 2010 – Vivências Brasil”, executado pela ABAV em parceria com o SEBRAE e o Ministério do Turismo, realiza sua última viagem técnica nacional. Nesta semana (de 27 de setembro a 3 de outubro) empresários do segmento de ecoturismo de várias regiões do Brasil participam de reuniões e visitas técnicas no Pantanal, com o objetivo de assimilar novos conhecimentos que possam contribuir com a melhoria do setor.

As visitas técnicas acontecem principalmente na região de Miranda (MS). Entre os equipamentos visitados, os empresários conhecerão a experiência bem-sucedida do Centro Referencial da Cultura Terena, estrutura mantida pelo governo municipal com o objetivo de inserir a cultura indígena terena no circuito turístico.

Outro ponto de observação será o Refúgio Ecológico Caiman, empreendimento privado que é referência internacional em ecoturismo, formação de guias especializados e atendimento. Sua principal atividade é a observação de vida selvagem, especialmente birdwatching (observação de aves).

A programação prevê visitas técnicas em outros meios de hospedagem, entre os quais, uma fazenda que aproveita grandes áreas de arrozal e pecuária para conciliar produção rural e ecoturismo. A programação encerra com um Seminário onde representantes do poder público e de associações ligadas ao turismo vão apresentar as estratégias de promoção do destino.

O Pantanal integra o roteiro de viagens técnicas do Programa “Benchmarking em Turismo 2010 – Vivências Brasil” por ser referência em ecoturismo. O objetivo do Programa é qualificar o empresariado brasileiro e aprimorar os diversos segmentos do turismo com base na observação e reprodução de boas práticas identificadas em destinos-referência.

Neste ano o programa já visitou Recife e Olinda (turismo cultural), São Paulo (turismo de eventos e negócios), Brotas e Socorro (turismo de aventura), Gramado e Canela (eventos como alternativa para combater a sazonalidade) e Búzios (turismo de sol e praia). O Benchmarking também já esteve em três destinos internacionais, República Tcheca (operação em países emergentes), Itália (termalismo e saúde) e Peru (turismo de selva e de base comunitária). No final de novembro acontece a última viagem do Benchmarking 2010, para o México, com foco de observação na diversificação da oferta de produtos turísticos.

Após as viagens os empresários selecionados, em sua maioria, agentes de viagens, operadores, donos de pousadas e restaurantes, tem o desafio de multiplicar o conhecimento obtido para outros empresários em seus destinos de origem, com apoio dos SEBRAEs estaduais.

Pantanal

O Pantanal é a maior extensão úmida contínua do planeta, ocupando grande parte dos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e estendendo-se pela Argentina, Bolívia e Paraguai. Considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, possui aproximadamente 210.000 km2, tendo a porção brasileira cerca de 140.000 km2.

É uma das regiões mais ricas em biodiversidade por ser uma área de transição entre o Cerrado típico do Brasil Central, o ecossistema Amazônico situado ao Norte e o Chaco boliviano e paraguaio. Esta variedade de ambientes resulta em grande riqueza de flora e fauna, tornando a região um dos principais destinos turísticos para turismo contemplativo e observação de vida selvagem.

Embora a pecuária e a pesca sejam as principais atividades econômicas do Pantanal, o ecoturismo tornou-se uma alternativa econômica em muitas fazendas pantaneiras como complemento de renda e até mesmo como principal fonte de capital, tornando-se referência no Brasil. As belas paisagens, a fauna em exposição permanente e a cultura do peão pantaneiro fazem parte da imaginação coletiva, tornando-se um dos destinos dos sonhos de muitas pessoas.

Fonte: ABAV Nacional

  
  

Publicado por em