Questionário para o `2º Boletim de Desempenho do Turismo` começa a ser respondido

Entre hoje e amanhã, dia 1º, serão disparados, via e-mail, questionários para setores da cadeia produtiva do turismo para compor o `2º Boletim de Desempenho do Turismo`. Agências de viagens, operadoras de turismo, promotores de feiras, organizadores

  
  

Entre hoje e amanhã, dia 1º, serão disparados, via e-mail, questionários para setores da cadeia produtiva do turismo para compor o `2º Boletim de Desempenho do Turismo`.

Agências de viagens, operadoras de turismo, promotores de feiras, organizadores de eventos, meios de hospedagem, empresas de turismo receptivo e bares e restaurantes vão fornecer, por meio de questões divididas em `categorização` e `sondagem`, níveis de limite e expansão dos seus negócios.

Produzido pela FGV (Fundação Getúlio Vargas), Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e Ministério do Turismo, o estudo será divulgado em abril.

Segundo Luiz Gustavo Barbosa, do Núcleo de Estudos Avançados em Turismo e Hotelaria da EBAPE/FGV, o questionário atual sofreu somente algumas mudanças de ajuste em relação ao anterior.

O primeiro Boletim atingiu um universo de 799 empresas, número considerado bastante representativo do setor. Os resultados, que estão disponíveis no Portal Brasileiro de Turismo, mostraram um ambiente econômico de otimismo para 2004.

O `Boletim de Desempenho do Turismo` é um raio-x trimestral da economia do setor. A pesquisa considera o momento atual dos negócios, o trimestre imediatamente anterior, o trimestre imediatamente posterior e, também, um horizonte que pode abarcar até os próximos 12 meses.Ao longo do ano, a Embratur divulgará mais duas edições dessa sondagem.

Carta de Conjuntura :

Análise quinzenal dos dados mais relevantes do turismo, a `12ª Carta de Conjuntura Turística` está disponível no Portal Brasileiro do Turismo. O documento trata da
hotelaria brasileira, a partir dos resultados para esse setor observados no `1º Boletim de Desempenho`.

Segundo a sondagem, a taxa nacional de ocupação hoteleira dos meios de hospedagem pesquisados atingiu 49% em outubro, 53% em novembro e 52% em dezembro.

No consolidado do trimestre esta taxa atingiu 72% no Mato Grosso do Sul, 68% em Pernambuco, 63% no Rio de Janeiro, 44% em São Paulo e 36% em Minas Gerais, 36%.

No período, o percentual de hóspedes brasileiros foi de 82% e o de estrangeiros, 18%. Em relação à melhoria dos serviços, 37% dos pesquisados disseram que certamente vão investir no próprio negócio, 43% provavelmente investirão e 10% não realizarão.

Os principais fatores limitadores de incremento de negócios são, empatados, a escassez de hóspedes e o aumento da concorrência, com 27%, seguidos pelo aumento de custos operacionais, com 26%.

Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em