Recorde na ocupação de vôos confirma o aquecimento do turismo

A aviação está sentindo o reflexo do incremento do turismo nacional e internacional. De janeiro a setembro deste mês, as companhias aéreas vêm registrando recordes nos lucros, no número de passageiros e na ocupação dos aviões. O turismo , especialment

  
  

A aviação está sentindo o reflexo do incremento do turismo nacional e internacional. De janeiro a setembro deste mês, as companhias aéreas vêm registrando recordes nos lucros, no número de passageiros e na ocupação dos aviões.

O turismo , especialmente o de negócios , o trabalho de promoção dos destinos, serviços e produtos turísticos brasileiros, o bom momento da economia e as facilidades de pagamento são os responsáveis por tal desempenho.

Nos nove primeiros meses deste ano, o lucro líquido da companhia aérea Gol alcançou R$ 260,8 milhões, um crescimento de 140% em relação ao mesmo período de 2003.

Já o lucro da TAM, no mesmo espaço de tempo, foi de R$ 294 milhões, um aumento de 235%. No mês de outubro, a receita bruta da Varig foi de R$ 638 milhões, o melhor desempenho dos últimos cinco anos. A taxa média de passageiros cresceu 14,7% nos vôos dentro do Brasil e 12,7% nos internacionais, numa comparação entre outubro deste ano e o mesmo mês de 2003.

`Esses resultados são confirmados pelos dados de crescimento dos desembarques internacionais e dos gastos de estrangeiros no Brasil`, comenta Eduardo Sanovicz, presidente da EMBRATUR (Instituto Brasileiro de Turismo).

Os desembarques em vôos internacionais, de janeiro a setembro, cresceram 14,97% em comparação com o mesmo período do ano passado, registrando 4.446.658 passageiros, de acordo com Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária).

Já segundo o Banco Central (BC), as viagens internacionais geraram ao País a entrada de US$ 2,325 bilhões nos nove primeiros meses de 2004, valor 33,10% maior que em 2003.

A expectativa da EMBRATUR é de que o acumulado da receita cambial do turismo de janeiro a outubro deste ano, a ser divulgado pelo BC nos próximos dias, deva ultrapassar todo o ano de 2003, quando a receita com o turismo gerou US$ 2,479 bilhões.

`Os resultados de 2004 serão recorde, sendo o melhor desempenho desde quando esta série começou a ser feita pelo BC`, diz José Francisco de Salles Lopes, diretor de Estudos e Pesquisas do Instituto.

`São números que refletem o nosso esforço em incrementar a disputa para que eventos internacionais sejam realizados aqui, em trazer quem vende nossos destinos no exterior para conhecer o Brasil e passar a vendê-lo mais e melhor`, acrescenta Sanovicz.

A EMBRATUR é a unidade do Ministério do Turismo responsável pela promoção, marketing e apoio à comercialização dos destinos, serviços e produtos turísticos brasileiros no exterior.

Aquecimento e perspectivas :

Os setores econômicos confirmam não só os resultados, mas também perspectivas até março. As empresas de aviação estão investindo na ampliação da oferta de assentos e a ABAV (Associação Brasileira de Agências de Viagens) prevê uma alta temporada, de dezembro a março, superior em 10% à temporada passada.

`Esse aquecimento já havia sido captado, junto ao empresariado do setor, no 3º Boletim de Desempenho Econômico do Turismo. A pesquisa apontou expectativa de crescimento ponderável para o segundo semestre de 2004`, fala Lopes, referindo-se ao estudo elaborado trimestralmente pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e EMBRATUR.

Outro dado relevante é o crescimento em vôos não-regulares (charters), que transportam exclusivamente turistas. De janeiro a setembro, foram 236.128 desembarques internacionais nestes vôos, mais que o dobro dos 109.343 passageiros no mesmo período do ano passado, já tendo superado a marca de 2003. No ano passado inteiro, os passageiros desembarcados nesses fretamentos alcançaram 172 mil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Embratur

  
  

Publicado por em