Salvador sediará o primeiro encontro do Fórum Mundial de Turismo

É intensa a movimentação em Salvador devido ao Destinations2004, o primeiro Encontro Anual do Fórum Mundial de Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável, que acontece de 1º a 6 de dezembro. A cerimônia de abertura, na manhã do dia 1º no Teatro Ca

  
  

É intensa a movimentação em Salvador devido ao Destinations2004, o primeiro Encontro Anual do Fórum Mundial de Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável, que acontece de 1º a 6 de dezembro.

A cerimônia de abertura, na manhã do dia 1º no Teatro Castro Alves, terá, entre dezenas de autoridades e personalidades brasileiras e internacionais, as presenças do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do secretário-geral da OMT – a Organização Mundial do Turismo, Francesco Frangialli.

Ao longo de seis dias, o evento vai reunir representantes de governos de todo o mundo, da iniciativa privada, da sociedade civil, de ONGs brasileiras e internacionais, além de empresários e acadêmicos, para compartilhar e avaliar projetos que buscam mudar o destino de pessoas, comunidades regiões e países através do turismo sustentável.

O Encontro Anual é uma das três principais vertentes do Fórum Mundial de Turismo, um movimento permanente e contínuo identificado pela marca Destinations. As outras duas são uma “Rede de Redes”, que engloba cinco redes temáticas sediadas em diferentes continentes, e “Projetos Demonstrativos”, que colocam em prática os conceitos e ideais desenvolvidos pelo Fórum, e podem ser realizados em qualquer parte do mundo.

Encontros Anuais, como o Destinations2004, são oportunidades para que os resultados das experiências conceituais e concretas produzidas em todo o mundo sejam apresentados, discutidos e disseminados. Os
encontros serão realizados no Brasil até 2006, enquanto o país sediar o Fórum Mundial.

A causa do Fórum Mundial

O Fórum procura envolver instituições e indivíduos de todo o mundo em torno de uma causa: desenvolver o turismo promovendo condições para paz, o desenvolvimento econômico e social, a diversidade cultural e a preservação da biodiversidade.

Através do turismo, o Fórum pretende estimular a geração de novas oportunidades de trabalho e renda particularmente em países em desenvolvimento, contribuindo para as metas de inclusão social e de diminuição da pobreza estabelecidas pela ONU.

Além do presidente Lula, que lançou o Fórum Mundial oficialmente em Brasília em novembro de 2003, e do secretário-geral da OMT, órgão máximo do turismo mundial, a cerimônia de abertura no dia 1º também terá as presenças dos ministros do turismo, Walfrido Mares Guia; da cultura, Gilberto Gil; do meio ambiente,Marina Silva; do trabalho e emprego, Ricardo Berzoini; do governador da Bahia, Paulo Souto; e de ministros do turismo de 28 países.

Ao todo serão seis dias de palestras, discussões de casos, exposições e oficinas culturais. Paralelamente,haverá um festival gastronômico envolvendo cerca de 70 restaurantes de Salvador, e shows – inclusive o de abertura do evento, que será comandado por Daniela Mercury no Bahia Marina.

Além dos participantes locais e de todo o Brasil, cerca de mil pessoas de todo o mundo são aguardadas em Salvador para o evento, que também vai enfocar o Movimento Brasil de Turismo e Cultura – o primeiro projeto inspirado nos conceitos e ideais do Fórum Mundial. Já atuante em sete localidades brasileiras, o Movimento Brasil pretende chegar a 24 localidades até 2006, gerando 60 novos festivais e temporadas turísticas baseadas em expressões e singularidades culturais e artísticas locais.

As sete localidades onde o movimento já vem atuando são Diamantina (MG), Bonito (MS), Serra Gaúcha/Santa Teresa (RS), Centro Histórico de Salvador (BA), Penedo (AL), Cidade de Goiás (GO), e Aracati (CE).

Organizadores globais

O Fórum Mundial de Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável é uma iniciativa conjunta de três órgãos da ONU: a OMT - Organização Mundial do Turismo, da Unesco - Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, e do PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Também são co-organizadores o Governo do Brasil, representado pelo Ministério do Turismo, e a Fundação Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável, uma entidade sem fins lucrativos criada para coordenar o
movimento.

O parceiro executivo é o Instituto de Hospitalidade, entidade com sede em Salvador que atua desde 1997 nas áreas de educação, trabalho, cultura, meio ambiente e turismo.

Por que o turismo?

O turismo tem amplo potencial para contribuir de forma decisiva para uma humanidade mais pacífica, com menos distância entre pobres e ricos, e mais consciente da necessidade de se apoiar em processos produtivos sustentáveis:

- É uma das principais atividades econômicas do planeta;

- Responde por um em cada dez postos de trabalho em todo o mundo;

- Movimentou US$ 3,5 trilhões em 2003, ou 10% do PIB mundial;

- Em 2002, 715 milhões de pessoas viajaram de um país para outro, movimentando US$ 474 bilhões.

Ao mobilizar amplamente setores e indivíduos envolvidos com o turismo enquanto indústria, o Fórum Mundial de Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável pretende acelerar a concretização de todo esse potencial transformador.

Mais informações:Instituto de Hospitalidade – Setor de Comunicação

(71) 324-4440 / 4441 / 4414

Fonte: MVL Comunicação

  
  

Publicado por em