Serra da Bocaina: um paraíso encrustrado entre as cidades de SP e RJ

Quem curte uma vida simples e pacata em meio à natureza, precisa conhecer o Parque Nacional da Serra da Bocaina. O local é um verdadeiro paraíso de tranqüilidade, incrustado entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro

  
  
Serra da Bocaina

Quem curte uma vida simples e pacata em meio à natureza, precisa conhecer o Parque Nacional da Serra da Bocaina. O local é um verdadeiro paraíso de tranqüilidade, incrustado entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e possui uma área de 100 mil hectares.

O local tem raízes históricas, que remontam aos primeiros bandeirantes e aos caminhos abertos pelos índios, com trilhas que vão desde o Vale do Paraíba até o litoral fluminense, seguindo um cenário fértil de vegetação nativa que superou o tempo e hoje continua intacta.

O parque foi criado em 1972 e possui uma das maiores biodiversidades do planeta, e também a maior reserva de área preservada de mata atlântica do país. O local possui 1.500 metros de altitude, em média, fauna e flora exuberantes, além de ser o refúgio de vários animais.

O macaco-prego, a anta, o mono-carvoeiro, a preguiça, o bugio e o sagüi são os mamíferos que já fazem parte da paisagem e sempre aparecem no local. O parque também guarda algumas espécies de aves ameaçadas de extinção como a harpia, o gavião pega-macaco e o gavião-de-penacho.

A melhor época do ano para o turista conhecer a região é de março a novembro, sendo que, no período do verão, a dica é curtir as ótimas e belas cachoeiras do local. O acesso ao Parque Nacional é feito pelas cidades de Bananal ou São José do Barreiro.

A região dispõe de muitas pousadas, a culinária local é feita de pratos à base de truta e delícias caseiras preparadas em fogões de lenha. Mas, prepare-se pois no local não há luz elétrica, mantendo assim a simplicidade e o estilo rústico do parque. O parque também não tem comércio, assim, o turista deve levar alimentação e remédios, bem como agendar o transporte com antecedência.

Serra da Bocaina

De toda forma, a beleza do parque seduz a todos que o visitam, oferecendo diversas trilhas para caminhadas, trekking e mountain bike em meio à floresta, cachoeiras de águas cristalinas e vistas deslumbrantes para o mar e para as serras do Mar e da Mantiqueira. A antiga trilha do ouro, toda talhada em pedra pelos escravos, é outro atrativo para quem gosta de caminhada e sentir a natureza.

O parque ainda engloba a Praia do Caxadaço, Praia do Meio e a Ilha do Tesouro, na região de Trindade, ladeado por árvores de grande porte como as embaúbas, palmeiras, canelas, baguaçus e murici. Na partes mais altas do parque, encontramos muitas araucárias, cedros e pinheiros-bravos. Simplesmente, um paraíso escondido à espera de novos desbravadores!

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em