Tríplice Fronteira será capital mundial do turismo em 2005

Uma comitiva de representantes da OMT (Organização Mundial do Turismo), Embratur, Ministério do Turismo e da Secretaria de Turismo da Argentina inspecionaram na segunda-feira, 21, equipamentos e infra-estrutura turística em Foz do Iguaçu Puerto Iguazu (Ar

  
  

Uma comitiva de representantes da OMT (Organização Mundial do Turismo), Embratur, Ministério do Turismo e da Secretaria de Turismo da Argentina inspecionaram na segunda-feira, 21, equipamentos e infra-estrutura turística em Foz do Iguaçu Puerto Iguazu (Argentina) e Ciudad del Este (Paraguai).

Durante cinco dias, a comitiva visitará instalações em Foz do Iguaçu para verificar toda a infra-estrutura disponível para sediar o Congresso da OMT – organismo da ONU (Organizações das Nações Unidas), que será realizado entre 3 e 6 de outubro.

Os técnicos representantes das instituições e governos envolvidos também vão visitar as cidades vizinhas na Argentina e Paraguai.

A comissão de vistoria será recepcionada por representantes do Governo do Paraná/ Secretaria de Turismo do Paraná e do Iguassu Convention & Visitors Bureau (ICVB).

Os organizadores buscam locais que ofereçam condições técnicas para comportar o evento internacional , um auditório para pelo menos 900 pessoas, uma sala para coletiva de imprensa para até 500 pessoas e locais para
reuniões paralelas.

Geração de riquezas - O encontro :

Conference of the Tourism Satellite Account (TSA): Understanding tourism and designing strategies – já consta no calendário da OMT e prevê a presença do secretário geral da organização, Francesco Frangialli, de autoridades do Mercosul e de representantes do turismo de vários países.

Na última conferência da OMT, realizada em dezembro em Salvador (BA), Frangialli apontou que o turismo pode cumprir uma função importante na geração de riquezas e na erradicação da miséria e pobreza no mundo.

Para ele, o turismo internacional se mostrou como uma das poucas vias em que os países mais pobres conseguiram aumentar sua participação na economia mundial.

Em todos esses países, segundo a OMT, o turismo se tornou a fonte primordial de rendimentos em divisas.

Aumento nas visitas :

No caso da tríplice fronteira, se evidencia a procura do destino Iguassu como um dos mais requisitados nos principais países emissários de turistas do mundo, principalmente os do continente europeu.

Depois de dois anos de uma tendência negativa, a partir de 2002 as visitas aumentaram numa escala de 20% ao ano e fechou 2004 com 1,8 milhão de visitantes nas
Cataratas do Iguaçu – eleita um dos três ícones turísticos brasileiros – nos lados argentino e brasileiro.

Em outra frente, numa iniciativa dos governos municipal, estadual, federal, da Itaipu Binacional e de empresas do setor, a mídia espontânea e positiva suplantou a imagem
negativa que tríplice fronteira ganhava na mídia.Matérias e editorais apontavam-na como reduto do contrabando, do tráfico de drogas e de células de terroristas árabes.

O esforço conjunto, conforme classificou o presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, organizou famturs, fampress e visitas, produziu extensa folheteria e colocou Foz do Iguaçu nos principais eventos nacionais e internacionais do setor.

“O turismo como fator de geração de emprego e renda é uma das principais propostas do governo Lula. E Foz do Iguaçu tem as Cataratas do Iguaçu – uma das imagens mais conhecida no mundo – como indutora desse
trabalho. Vamos continuar trabalhando nesse sentindo”, apontou Samek.

Fonte: Agência Front

publicado em 21/2/2005

topo
quem somos
parceiros
front

  
  

Publicado por em