Turismo nos parques

Cinco parques nacionais são alvo do projeto de valorização turística

  
  

Beneficiar as cadeias turísticas locais e regionais por meio dos parques. Esse é principal objetivo do projeto de Fomento ao Turismo no Entorno de Unidades de Conservação. Representantes do Ministério do Turismo (MTur), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Sebrae, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Associação Brasileira das Empresas de Turismo de Aventura (Abeta), empresários e especialistas estiveram reunidos, em Brasília, nesta quarta-feira, discutindo a metodologia implantada durante a segunda fase do projeto.

A ação irá valorizar a cadeia produtiva do turismo em torno de cinco parques nacionais, em todas as regiões do país. Além de guias, condutores e operadores de turismo, os meios de hospedagem, restaurantes, as transportadoras, lojas de produtos orgânicos e artesanais são alvo do projeto.

O objetivo é integrar o parque a todos os setores ligados ao turismo na região, visando o desenvolvimento de ações cooperadas e a valorização da conservação natural da área e competitividade da atividade turística nesses espaços. Além disso, a criação de valores e a identidade local com o parque serão fomentados.

Outro foco de atuação e contribuição do projeto é a qualificação dos atores, estimulando o desenvolvimento pessoal e profissional. Segundo Rosiane Rockenbach, coordenadora-geral de Serviços Turísticos do MTur, o projeto tem um caráter prático e objetivo. “As experiências variadas de todos os integrantes desse grupo farão com que possamos desenvolver o projeto de acordo com a realidade, aproveitando as experiências de cada um. Dessa forma, o próximo passo será indicar os instrumentos que serão utilizados no trabalho de campo, que deve começar no próximo semestre do ano.”

Os parques fomentados pelo projeto são:

- Parque Nacional das Anavilhanas (AM) - Localizado no estado do Amazonas, o parque ocupa uma área de 350.018 hectares. É o maior arquipélago fluvial do mundo, formado por 400 ilhas.
- Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE) - O parque foi criado em 1988, e ocupa 2/3 da ilha principal de Fernando de Noronha. Sua criação teve como objetivo a preservação do ecossistema terrestre e marinho, históricos e demais recursos naturais, além de abrigar uma das bases do projeto Tamar, que protege as desovas de tartarugas.
-
Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) - Localizado no nordeste goiano, o parque foi criado em 1961. Em 2001, foi declarado Patrimônio Mundial Natural pela Unesco. É uma área de preservação da vida terrestre e natural.
-
Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) - O parque fica na região dos municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim. Criado em 1939, o parque protege mais de 462 espécies de aves e 105 de mamíferos.

Parque Nacional Aparatos da Serra (RS) - O parque, de 10.250 hectares, está localizado na divida de Cambará do Sul (RS) e Praia Grande (SC). Os cânions que ele abriga são pontos de ecoturismo e turismo de aventura.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em