4º Salão do Turismo abre seleção para empreendimentos da agricultura familiar

Serão priorizados empreendimentos que comercializem produtos orgânicos certificados e produtos da sociobiodiversidade.

  
  

Geléias, doces, compotas, conservas, vinhos e cachaças. Isso é só uma prévia dos produtos que serão expostos e comercializados por agricultores familiares no espaço Vitrine Brasil da 4ª edição do Salão do Turismo – Roteiros do Brasil, que acontece entre os 1° a 5 de julho, na cidade de São Paulo.

A iniciativa do Ministério do Turismo (MTur) tem como parceria o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que já lançou chamada pública para a seleção de empreendedores da agricultura familiar interessados em participar do salão. Podem participar empreendimentos ou redes de empreendimentos de todas as regiões do país e as inscrições devem ser feitas até o dia 12 de abril por meio do site www.mda.gov.br/saf.

A seleção será feita a partir de critérios como: o enquadramento nos critérios de aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); o atendimento às exigências fiscais e sanitárias existentes para a circulação de produtos em nível nacional; e a capacidade de oferta de produtos para o mercado nacional.

Serão priorizados empreendimentos que comercializem produtos orgânicos certificados e produtos da sociobiodiversidade como: castanha do brasil, baru, açaí, guaraná, pinhão, erva mate, umbu, mel de meliponas, farinha de mandioca, pesca nativa, condimentos, arroz selvagem e vermelho, entre outros. A diversidade de produtos também será um fator de prioridade na seleção.

Mercado da Agricultura Familiar
O Salão do Turismo é uma estratégia de mobilização, promoção e comercialização dos roteiros turísticos brasileiros, desenvolvidos a partir das diretrizes do Programa de Regionalização do Turismo - Roteiros do Brasil. Entre os vários espaços a serem visitados, o Vitrine Brasil oferece ao visitante a possibilidade de conhecer aspectos dos roteiros como a cultura, artesanato, gastronomia e a própria agricultura familiar.

Conhecido como Mercado da Agricultura Familiar, o espaço está dentro do Vitrine Brasil e estimula empreendedores a expor e comercializar alimentos e bebidas produzidos dentro da agricultura familiar. “O objetivo é criar um ambiente favorável para a inserção de produtos com valor agregado no mercado do turismo”, afirma a coordenadora geral de Produtos Associados ao Turismo do MTur, Ana Cristina Albuquerque.

Na edição passada, o espaço beneficiou direta ou indiretamente 12 mil famílias de agricultores de 25 empreendimentos. O volume de negócios registrado no Mercado da Agricultura Familiar foi de R$ 104,4 mil.

Para Albuquerque, todos saem ganhando com o projeto. “O agricultor tem a oportunidade de expor seu produto para o principal mercado consumidor do país. O setor do turismo oferece seus produtos diferenciados e ganha mais atratividade. E o turista passa a ter acesso a produtos com identidade local e comprometidos com a sustentabilidade”.

O agricultor familiar Ricardo Edson Fritsch, 40 anos, presidente da Coopernatural, conta que uma das vitórias mais gratificantes da cooperativa foi participar com o suco de amora do Salão do Turismo de 2006. “No sábado, dia de maior visitação do evento, lembro-me muito bem que distribuímos 1.800 copos em 10 horas. Ou seja, 180 copos por hora, três copos por minuto”, calcula Fritsch.

Fritsch ainda comemora o sucesso da participação da cooperativa no evento do ano passado. “Durante o Salão do Turismo conseguimos clientes lojistas em São Paulo, o que ampliou em muito o nosso mercado”.

A Coopernatural trabalha com a fabricação caseira e artesanal de produtos orgânicos. Localizada na Picada Café, cidade da Serra Gaúcha (RS), a cooperativa, que iniciou com onze colaboradores, conta hoje com 27 famílias associadas, uma linha de 77 produtos e apoio do MDA. Fritsch ressalta que já enviou a inscrição da cooperativa para o Salão do Turismo 2009.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em