5° Pisa da Uva na Quinta do Olivardo traz aromas e sabores para São Roque (SP)

Os grupos folclóricos levarão para a pisa as tradições da cultura portuguesa.

  
  

A principal festa dos amantes do vinho, que celebra a boa safra e a tradição da pisa nas uvas já está chegando. Nos dias 16, 23 e 30 de janeiro, a partir das 10h30, os apaixonados pela cultura lusitana poderão vivenciar todos os passos da produção do vinho artesanal, na 5° Pisa da Uva da Quinta do Olivardo.

No dia da pisa, os visitantes recebem um cesto e um chapéu e, assim como faziam os antigos colonos, percorrem os caminhos formados pelos parreirais para colher os cachos dos frutos.

Assim que são retirados dos parreirais, os cachos vão para o lagar, construção em pedras usada para o preparo do vinho, onde serão pisados e se transformam em vinho artesanal da melhor qualidade. O diferencial é que o preparo não fica só por conta dos produtores. Os visitantes que passam por lá também participam de todo o processo.

Os grupos folclóricos levarão para a pisa as tradições da cultura portuguesa. Ao som dos folclores lusitanos, o público poderá acompanhar as apresentações e ainda, aprender a dançar os ritmos típicos de Portugal.

A Espetada Madeirense da Quinta do Olivardo também foi premiada no Festival Gastronômico Sabor de São Paulo e está entre os 30 melhores pratos característicos da culinária regional paulista. O festival é promovido pelo Governo do Estado de São Paulo, Revista Prazeres da Mesa e Senac.

-Um pouco de história

Na propriedade onde está localizada a Quinta do Olivardo são cultivados 6 mil pés de uva, das variedades Isabel, Lorena e Niágara branca, rosada e violeta, que resultam em aproximadamente 20 mil litros de vinho por ano.

“A Pisa da Uva é uma das etapas mais importantes para a produção de um bom vinho e é muito enriquecedor que o turista tenha essa experiência de auxiliar na colheita e pisa”, diz Olivardo Saqui, proprietário da Quinta do Olivardo.

“É a valorização da importância que o vinho tem para nossa cultura ao promover a confraternização de amigos e familiares em torno de uma boa mesa”.

Ao pisar a fruta há a extração do suco, mantendo as sementes intactas, diferentemente do que ocorre nos processos industriais, quando há a quebra das sementes, o que pode afetar no sabor da bebida. O esmagamento no lagar com os pés pode demorar horas. Já nas indústrias o processo leva apenas alguns minutos.

Quanto maior o tempo de contato com as cascas, mais o sabor e o aroma da bebida serão extraídos. “O segredo está nos calcanhares humanos que trazem corpo, sabor e longevidade à bebida”, ressalta Olivardo.

São Roque, interior de São Paulo, comercializa por ano 17 milhões de litros de vinho. Desse total, 2 milhões são feitos com as uvas produzidas na região.

Os outros 15 milhões envasados têm como matéria-prima uvas de outras partes do país. Os dados são do Sindicato da Indústria do Vinho de São Roque. Ainda conforme o Sindusvinho, a estimativa é de que 30 mil turistas visitem o município todos os meses, uma comprovação do potencial dos atrativos locais.

- Para participar da pisa

Todos os turistas podem participar da pisa da uva da Quinta do Olivardo. Para isso, basta comprar um pacote que inclui o acompanhamento da colheita, a pisa da uva e um almoço completo com as principais delícias da gastronomia portuguesa.

Pela primeira vez será realizada a escolha da Rainha da Pisa da Uva. As inscrições para as interessadas já estão abertas. O concurso visa premiar a mulher que melhor representar a cultura da pisa da uva portuguesa, com seu carisma, simpatia e trajes típicos.

- Como chegar:

A Adega e Restaurante Quinta do Olivardo está localizada no km 4 da Estrada do Vinho, em São Roque (SP), com acesso pelo km 58,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270).

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Thaís da Silveira

  
  

Publicado por em