Acordes na Serra - 16º Festival de Inverno de Cunha tem gosto e programação de raiz

Rota dos principais centros caipiras do Brasil, cidade preserva valores regionais em festival que alia gastronomia, folclore, moda de viola e tradições do Vale do Paraíba

  
  

Acontece de 03 de julho a 08 de agosto, o 16º Festival de Inverno – Acordes da Serra, na estância climática de Cunha - localizada a 220 km da capital paulista e a 45 km das cidades das Guaratinguetá (SP) e Paraty (RJ), última parada da antiga estrada velha do ouro, rumo ao porto de Paraty.

A programação aposta no folclore regional - marcada pela tradição de festas e danças regionais; na gastronomia caipira e requintada; em mostras de cinema regional; em shows de música que vão desde a combinação eclética da viola com violino, até MPB, sertanejo, orquestra de violas, grupo de “meninos violinos” e coral. De acordo com Otávio Kalckmann, diretor de turismo e cultura da cidade, o perfil do festival resgata valores do brasileiro, dando um toque especial ao evento. “Enquanto outros festivais destacam gastronomia requintada, música erudita e danças contemporâneas, Cunha evidencia suas tradições,”, diz Kalkmann, que destaca a grande importância da valorização dos costumes caipiras. “Estar num ambiente tipicamente caipira é estar próximo às nossas raízes”, declara.

Os organizadores esperam um público de pelo menos 50 mil turistas, dobrando a participação do ano passado. Público bem maior do que a população do município, cerca de 20 mil habitantes.

O festival conta com 60 atrações, sempre com entrada franca, que acontecem na Praça da Matriz, Parque Estadual Serra do Mar, Espaço Cultural Lavapés, Praça do Rosário e Espaço Cultural Elias José Abdalla. Entre os convidados especiais estão o cantor Peninha, o Trio Virgulino (forró pé de serra) e Dudu Nobre. Há também apresentações imperdíveis como os Tambores Japoneses – Taikô (dizem que o som de um grande tambor, o Taikô, se assemelha à batida do coração de mãe, ouvido e sentido no interior do ventre materno); da Catira (dança do folclore brasileiro em que o ritmo musical é marcado pela batida dos pés e mãos dos dançarinos); dos Violinos de Cunha (grupo formado por 50 crianças e adolescentes da comunidade carente que tem como meta formar uma pequena orquestra) e da tradicional Festa do Divino (celebração ao Espírito Santo que atrai multidões para as novenas e festejos como a Congada, Moçambique e Jongo).

Teatro, exposições, cavalgadas e opções gastronômicas diferenciadas completam o evento. As trilhas e o passeio até a Pedra da Macela, situada a 1.800 metros de altitude, de onde pode se avistar parte do litoral e Vale do Paraíba, são outras opções para quem gosta de natureza. Trekking e caminhadas na Estrada real também ganham destaque.

Os fãs da comida regional têm no Festival de Inverno de Cunha um prato cheio. Além de quiosques com comidas típicas e artesanato local na Praça da Matriz, o Festival Gastronômico vai envolver restaurantes e pousadas da cidade com cardápio eclético, que inclui fondue, sopas, frango caipira, canjiquinha, pratos elaborados com pinhão, leitão à pururuca, raclete e homenagem à França no Brasil.

Serviço:
16º Festival de Inverno de Cunha – Acordes da Serra
Data: De 03 de julho a 08 de agosto
Local: Estância Climática de Cunha
Programação completa no site www.cunhatur.com.br, pelo telefone (12) 3111-2634 ou solicite à assessoria de imprensa.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Cidade de Cunha

  
  

Publicado por em