Adventure Sports Fair 2010 pode movimentar mais de R$ 29 milhões com turismo em São Paulo

60 mil pessoas devem passar pelo evento, que em 2009 contou com 21% de turistas, segundo levantamento realizado pela SPTuris

  
  

A Adventure Sports Fair, maior evento de esportes e turismo de aventura da América Latina, espera receber mais de 60 mil visitantes na sua 12ª edição, que acontece entre os dias 23 e 26 de setembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo. Segundo estimativa da organização, o volume de negócios gerado no evento deve subir. Em 2009, foi da ordem de R$ 89 milhões, número que deve chegar aos R$ 95 milhões este ano.

Com muitas atrações, centenas de expositores e um novo evento voltado para os negócios, o Outdoor Business - que tem como ideia principal unir fabricantes de equipamentos, lojistas e empresas de turismo em um espaço exclusivo para que possam negociar - o volume de negócios gerado na Adventure Sports Fair deve subir. Em 2009, foi da ordem de R$ 89 milhões, número que deve chegar aos R$ 95 milhões este ano.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Observatório de Turismo da Cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas da São Paulo Turismo (SPTuris – empresa municipal de promoção turística e eventos), na edição de 2009 do evento, mais de 21% do público foi composto por turistas, dos quais 1,5% eram estrangeiros. E, segundo o mesmo estudo, a expectativa é que o evento deste ano atraia mais de 12 mil visitantes à cidade, que deixarão cerca de R$ 29 milhões em São Paulo durante sua estada.

O levantamento da SPTuris ainda traçou o perfil do frequentador da Adventure Sports Fair em 2009. Dos 52,3 mil visitantes, quase 22% vieram à capital paulista especialmente para o evento e mais de 90% eram de cidades do Interior e Litoral do Estado de São Paulo.

Ainda segundo esta pesquisa, a maior parte do público (53,7%) é do gênero masculino e 48,5% trabalham como autônomos. A renda da maioria (31,7%) é de 5 a 10 salários mínimos e a faixa etária predominante é de 30 a 39 anos (38,4% do total). O grau de instrução mais citado é o superior (41,1%).

Com relação à hospedagem em São Paulo, o setor hoteleiro absorveu 30,4% dos visitantes, que ficaram em flats e hotéis, enquanto 20,3% deles optaram pela casa de amigos e parentes. A média de permanência na cidade foi de 3,7 pernoites. Nesse período, cada turista gastou, em média, R$ 2.442,47.

Mais informações sobre o estudo podem ser obtidas no site www.cidadedesaopaulo.com.br e sobre o evento no site www.adventurefair.com.br e no Twitter @sportsfair.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em