Adventure Sports Fair começa a todo vapor

Inovações no formato do evento garantem satisfação de público e empresários

  
  

No primeiro dos quatro dias da 12ª edição do evento, o que não faltou foi diversão. Os participantes puderam experimentar diferentes tipos de atividades ligadas aos esportes e turismo de aventura: paredes de escalada, trilhas de bicicleta, pistas para carros 4x4 e 4x2, caiaque, arvorismo, wakeboard e até um campeonato de slackline (modalidade que consiste em caminhar e fazer manobras equilibrando-se sobre uma corda).

Logo no primeiro dia, muitas opções de destinos turísticos, produtos esportivos e palestras acompanharam os participantes. Os estandes mais visitados foram o da ABETA, Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura, que oferecia um circuito de aventura envolvendo arvorismo e caiaque, e os da Volkswagen e da Fiat, que disponibilizaram pistas para testar seus carros. O público também se animou com a rampa de snowboard do Ski Mountain Park, de São Roque (SP).

Os estandes de produtos e destinos e as palestras ofereciam aos visitantes a chance de conhecer um pouco mais sobre as possibilidades da vida ao ar livre. Em cada canto do Anhembi, o participante dispunha de alguma novidade. Dessa forma, o evento, já no primeiro dia, mostrou o que o público pode esperar: muitas opções, diversão e oportunidades.

Outdoor Business

Uma grande novidade desta edição da Adventure Sports Fair foi um espaço separado especialmente para rodadas de negócios entre os empresários do setor. "Muito boa essa separação entre lojistas e público final. Antes a gente não conseguia atender bem nem um, nem o outro. Agora, consigo focar no público certo", afirmou Alexandre Barsand, da H&C. "Fizemos muitos contatos, distribuímos vários catálogos e cartões", ressaltou Flavio Túlio, da Multstock.

Com a inovação na estrutura do evento, o nível de satisfação entre os empresários foi muito alta. "Marca boa em um ambiente bem conceituado não tem erro", destacou Claus Reinhardt, da Sigg. Já Diego Pocci, da Curtlo, garantiu que esse ambiente favorece o fornecedor e oferece uma oportunidade única para estreitar relacionamentos.

Internacional

O evento contou também com a participação de atrações internacionais como os estandes da Argentina, Peru, Chile e China. Destinos inovadores e, geralmente, pouco associados ao turismo de aventura e ecoturismo buscavam seu espaço no mercado nacional, mostrando aos brasileiros novas rotas e oportunidades de lazer e negócios.

O governo do Chile mandou uma delegação especial para a feira, a fim de que o país se torne mais conhecido. "Nosso objetivo é tornar a região conhecida, gerar negócios, especialmente com empresários", ressaltou Yessica Zambra, do departamento do Serviço Nacional de Turismo que abrange o Deserto de Atacama e a região de Antofagasta. Ela lembrou, ainda, da importância de se colocar o Chile entre os principais destinos dos turistas.

Os participantes da feira puderam conferir também um estande dedicado à Patagônia Chilena. "Os brasileiros adoram a patagônia! A maioria das pessoas que vieram conversar conosco disseram que já foram para lá mais de uma vez", detalhou Paulina Muñoz, representante da empresa Aventour. Ela disse que a expectativa quanto à feira era muito grande e que os expositores pretendiam conhecer novas pessoas e trocar experiências para que mais gente se interesse pelo destino.

Destinos argentinos também não faltaram. Roberto Riedel, da secretaria de Turismo de Mendoza, apontou como prioridade fazer negócios. "Nós trouxemos mais de 35 pessoas para trabalhar na feira. Queremos que as pessoas se lembrem que somos um destino de aventura e venham fazer negócios", contou Riedel. Pela primeira vez participando da Adventure Fair, Mendoza teve o privilégio de estampar a foto-tema, já que a campanha publicitária da edição deste ano foi inteiramente produzida na cidade.

O público também pôde conhecer as oportunidades de se viajar para o Peru. "As pessoas conhecem o país pelo valor cultural. Queremos que o vejam também como destino de aventura", afirmou Rosa Maria Sánchez, da Promperu, entidade nacional de promoção. "Investimos muito na diversidade para atrair o turista brasileiro", completou.

Empresas chinesas também estiveram presentes. "Viemos achar novos compradores", destacou Jack Jiang, da Heng Jun. Com diferentes estandes, a China apresentou-se aos participantes como uma boa opção de destino. "Queremos que o brasileiro conheça o que nós oferecemos e a qualidade de nossos equipamentos", afirmou Lena Xie, da Sporting Goods.

Abertura

Na abertura do evento grandes autoridades do setor estiveram presentes. Entre elas idealizador do evento Sérgio Franco, além de Jean-Claude Razel, presidente da ABETA (Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura); Renato Perotti, representante da ASO Brasil, organizadora do Rally Dakar; Eric Handerson, presidente da MG Adventure; Celso Jaque, governador da província de Mendoza, na Argentina; Gerard Moss, membro honorário da BAS (Brazilian Adventure Society); Luiz Flaviano Furtado, Coordenador de Turismo do Estado de São Paulo; e Shannon Stowel, presidente da Adventure Travel Trade Association (ATTA).

"A mudança de local, a ampliação do número de atrações e a criação de um setor específico para negócios ampliam o sucesso do evento, este ano", afirmou Sérgio Franco. "É extremamente importante um evento que coloque o público em contato com atividades da cultura ao ar livre. Só assim pode-se pensar em abandonar a cultura do ar-condicionado e do computador", ressaltou Jean-Claude Razel, presidente da ABETA.

Mais informações podem ser obtidas no site www.adventurefair.com.br O evento continua até este domingo, 26 de setembro.

Fonte: AD Comunicação & Marketing

  
  

Publicado por em