Avistar 2007 discute: Turismo de observação, alternativa sustentável?

Observacão de Aves: Da janela para o mundo === O tema escolhido: "Observação de Aves: Da janela para o mundo" coloca em destaque uma importante questão do birdwatching no Brasil: A população se inter

  
  

Observacão de Aves: Da janela para o mundo ===

O tema escolhido: "Observação de Aves: Da janela para o mundo" coloca em destaque uma importante questão do birdwatching no Brasil: A população se interessa pelas aves em geral, mas ainda não reconhece nessa atividade uma prática de lazer e conservação, ao contrário do turista internacional, que cada vez mais procura destinos brasileiros fascinados pela diversidade de nossa avifauna.

Como atender a esse sofisticado segmento sem antes estimular a atividade em âmbito nacional e difundir a cultura da observação a milhares de brasileiros que ainda observam aves somente na janela de sua casa" Avistar2007 busca responder, trazendo exemplos bem sucedidos da observação de aves como turismo e atividade de lazer e discutindo o papel do estado e imprensa, do saber popular e acadêmico.

Abertura: ====

Dia 30 de maio de 2007 – 19h
Homenagem a Rolf Grantsau – Palestrante convidado Pedro Lima
Coquetel de abertura, palestras.

Mesas redondas ====

1- Turismo de Observação - Alternativa sustentável" ====

Dia 31 de maio de 2007 – 08h30 - 10:30h
Em que medida o empreendorismo pode ser parceiro da conservação" O turismo de observação tem colaborado" O que diz a prática" Como integrar conservação e turismo. Os exemplos do Cristalino, Regua, Caiman, tem algo a nos ensinar"

2- Birdwatching na América Latina: ====

Dia 31 de maio de 2007 – 14h - 16h Mesa internacional.
Quais as diferenças e semelhanças no Birdwatching de países com cultura e avifauna semelhantes e complementares.
Como podemos aprender com nossos parceiros" Como integrar as ações" Existem roteiros comuns"
Educação, organização da sociedade e a cultura da observação de aves.

Aves Argentinas: 90 anos de trabalho em favor das aves
Costa Rica: O modelo do ecoturismo externo.
Perú, conservação e turismo"
Brasil, quais caminhos seguir"

3- Falar das aves: – Observações da imprensa ====

Dia 01 de maio de 2007 – 08h30-10h30
A divulgação da observação de aves tem tido um espaço crescente na imprensa brasileira, apesar de termos um mídia especializada com atuação muito restrita. Como fazer para aumentar a relevância do tema, qual o retorno efetivo dessas iniciativas"" Falar de aves dá IBOPE"" Essa mesa redonda visa reunir especialistas diferentes experiências, em veículos como jornal, TV, revistas, WEB e rádio.

4-Politicas públicas

====

Dia 01 de maio de 2007 – 14h-16h
Qual o papel do estado no fomento da observação de aves"
Essa mesa redonda discute iniciativas de sucesso levadas a cabo pela poder público. Como tem sido as interações com as ONGs, com a comunidade, com outras esferas do poder público. Trata-se de um tema importante mas eventualmente não tenhamos bons exemplos para colocar. Depende para seu sucesso de localizar projetos com relevância. Qual a cooperação possível"


Palestras ====

1-Saber sobre as Aves

====

O conhecimento das pessoas sobre as aves da cidade.

2-Observando dia a dia
====

Todo mundo começa assim, observando aves no dia dia, da janela, no jardim... Esse pode ser o início de um relacionamento de amor e dedicação. Como deixar de ser um observador da janela e começar a identificar mais e mais aves...

Palestras técnicas: Identificação de aves ====

Série de palestras de cunho mais técnico, voltadas a formação do observador, focando espécies e famílias de identificação mais critica. Recomendadas a quem tem alguma experiência

1- Aves da mata atlântica: ====

As aves da mata atlântica, caracterísiticas mais marcantes das diversas famílias

2- Aves da caatinga: As principais famílias ====

As aves da caatinga, caracterísiticas mais marcantes das famíelias


Painel

====

Guias Locais– O potencial do Saber local ====

Em todo Brasil se destacam os guias locais, nativos da região, muitas vezes de origem humilde, que demonstram uma excepcional capacidade ornitológica. Conhecimento da floresta, capacidade de aprendizado, determinação. como identificar essas potencialidades"


Cursos e atividades abertas: ====

Mini-cursos ====

Fotografia I –
Fotografia II –
Som das Aves –
Vídeo –
Filmando as aves

Workshops ====

iPod para Observadores
Digiscoping, uma nova tecnologia fotográfica

Observação para iniciantes I

====

Voltado para o público frequentador do parque, em primeiro contato com a observação

Observacão para iniciante II – ====

Para observadores já praticantes, que queiram aperfeiçoar suas habilidades.

Balcão da criatividade.
====

Workshop onde podem ser apresentadas soluções criativas na observação de aves.
Painel de idéias para amadores e profissionais.

Jardim das aves ====

As aves urbanas e a sua interação com as árvores e a população. A criação de jardins e arranjos para atrair as aves em sua janela. Colocando frutas, criando um comedouros de granívoros. O bebedouro de beija-flores. Mitos e lendas. Evitando pombas e pardais.

Exposição: ====

Fotografias
Ilustrações
Mostra de vídeo

Shows–atrações ====

Oficina de Pios
Lançamentos de Livros e vídeos.
Programação infantil
Gincana
Shows

_____
Fonte: Avistar

  
  

Publicado por em