Balé argentino e Dança Urbana abrem festival de dança em Ilhabela

Os destaques da mostra são: a consagrada Cisne Negro Cia. de Dança, Ballet de Londrina e a estreia da Raça Cia. de Dança de São Paulo

  
  

A 19° edição do Dança e Movimento está chegando em Ilhabela e a estreia promete muita diversidade. Na sexta-feira (16/9), o grupo de dança urbana Chemical Funk apresenta o espetáculo “Locking” e no sábado (17/9), a Companhia de Danças de Diadema, dirigida por Ana Botosso, apresenta “por+vir”. Já no domingo (18/9), é a vez do balé argentino de Irupé Sarmiento e Samuel Kavalerski com Céu de Espelhos, inspirado em Beatles e Lewis Carroll.

Já consagrado pelo público, o encontro deve reunir este ano mais de 4 mil pessoas para 12 apresentações gratuitas nas ruas, teatros e praias da cidade, até o dia 9 de outubro. Em 2016, a grande inovação é a presença de artistas nas comunidades tradicionais do arquipélago, com o espetáculo itinerante da palhaça Carmela nas praias de Castelhanos e Bonete.

Já consagrado pelo público, o encontro deve reunir este ano mais de 4 mil pessoas para 12 apresentações gratuitas nas ruas, teatros e praias da cidade / Divulgação

Os destaques da mostra são: a consagrada Cisne Negro Cia. de Dança, Ballet de Londrina e a estreia da Raça Cia. de Dança de São Paulo. Outra novidade é o lançamento do espetáculo Circo dos Sonhos, que integra um projeto realizado em parceria entre o Espaço Cultural Pés no Chão e a Prefeitura de Ilhabela. Este ano também haverá, mais uma vez, a cozinha lacto vegetariana, com diversas receitas saudáveis que serão vendidas na Cantina, antes e depois dos espetáculos.

Mais programação

A Cia Druw apresenta, no dia 24 de setembro, seu mais novo espetáculo, “Poetas da Cor”. Sob a direção de Mirian Druwe, a obra é um mergulho no universo encantado da cor, no qual são criadas partituras lúdicas e poéticas de cores em movimento. No domingo (25/9), o Ballet de Londrina traz “Decalque”, inspirado na música “Romeu e Julieta”, de Prokofiev.

Dia 30 de setembro é a vez da Raça Cia. de Dança, de São Paulo. A companhia faz sua primeira apresentação em Ilhabela, com as coreografias “A Flor da Pele” e “Cartas Brasileiras”.

Sob a direção artística de Hulda Bittencourt e Dany Bittencourt, a Cisne Negro Cia. de Dança volta a Ilhabela em 2016 e apresenta dois trabalhos: Abacadá e Ziggy, no dia 1° de outubro. A música de Abacadá foi especialmente criada por André Mehmari. Ziggy é um mergulho interpretativo na genialidade do artista multidisciplinar David Bowie.

Nos dias 4 e 6 de outubro, o show fica por conta da Palhaça Carmela (Iris Fioreli), que apresenta seu show Magavilha nas comunidades tradicionais do Bonete e de Castelhanos. A história é contada sem palavras, com a participação ativa da plateia na construção do espetáculo.

Com diferentes estilos da dança indiana, que mesclam o rigor e a tradição clássica numa roupagem contemporânea, Sonia Galvão e grupo apresentam “Mangalam”, no dia 7 de outubro. Já no dia 8, o Corpo de Baile de Caraguatatuba, sob direção de Cristina Neves, apresenta “Colcha de Retalhos”.

Encerrando a programação, o grupo de dança Artes Cruzadas, dirigido por Mirco Visconti, fecha o Dança e Movimento com a estreia do espetáculo “O circo dos Sonhos”, no dia 9 de outubro. A obra tem como ponto de partida imagens do livro de Erin Morgensteen “The Night Circus” – “O Circo da Noite”. Dança, teatro, circo e vídeo se complementam nesta produção de dança teatro.

- Dança e Movimento

O coordenador do evento, Emiliano Bernardo, explica que é possível criar um projeto acessível ao público sem deixar a qualidade das obras de lado. “Nosso público reúne moradores e turistas, crianças e idosos, artistas e leigos e nossa missão é justamente levar uma arte de excelência para todas essas pessoas. A ação sócio cultural está no DNA do Pés no Chão, e por essa razão sempre procuramos passar o sentimento da arte para a platéia, ampliando cada vez mais os simpatizantes”, diz ele.

Nestes quase 20 anos de história, o Dança e Movimento se tornou um marco na dança contemporânea e entrou para o Calendário Turístico Cultural do Estado de São Paulo, através de projeto de lei, decretado em 2004. Em sua 19ª edição, o evento é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura - ProAC, Prefeitura de Ilhabela, por meio da Secretaria de Cultura e Fundaci e Espaço Cultural Pés no Chão.

Programação

- 15 e 16/09 – 20h – Laboratório Corpo e Arte - Unifesp

Escola Municipal Paulo Renato

- 16/09 – 20h – Chemical Funk

Espaço Cultural Pés no Chão

- 17/09 – 20h – Cia de Danças de Diadema

Espaço Cultural Pés no Chão

- 18/09 – 20h – Irupé Sarmiento e Samuel Kavalerski

Espaço Cultural Pés no Chão

- 24/09 – 20h – Cia Druw

Espaço Cultural Pés no Chão

- 25/09 – 20h – Ballet de Londrina

Espaço Cultural Pés no Chão

- 30/09 – 21h – Raça Cia de Dança de São Paulo

Vila, Centro Histórico

- 1°/10 – 21h – Cisne Negro Cia de Dança

Vila, Centro Histórico

- 4 e 6/10 – Palhaça Carmela

Comunidades de Bonete e Castelhanos

- 7/10 – 20h – Sônia Galvão e Grupo

Espaço Cultural Pés no Chão

- 8/10 – 20h – Corpo de Baile de Caraguatatuba

Espaço Cultural Pés no Chão

- 9/10 – 20h – Grupo Artes Cruzadas

Espaço Cultural Pés no Chão

Visite: www.revistaecotour.tur.br

Fonte: Daniela Malara Rossi

  
  

Publicado por em