Benchmarking identifica boas práticas em sustentabilidade e regulamentação da orla em destinos de sol e praia

O objetivo do Benchmarking é que os empresários que participaram da viagem possam se valer dos bons exemplos identificados nas três cidades para a melhoria do turismo em seus destinos de origem

  
  
Secretário de Turismo de Cabo Frio

A viagem técnica do Programa Benchmarking em Turismo 2010, Vivências Brasil, realizada de 15 a 18 de setembro em Búzios, Cabo Frio e Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, identificou boas iniciativas de agentes públicos e empreendedores locais no trabalho de ordenamento do uso da praia e na adequação dos empreendimentos aos novos padrões de sustentabilidade sócio-ambiental.

O objetivo do Benchmarking é que os empresários que participaram da viagem possam se valer dos bons exemplos identificados nas três cidades para a melhoria do turismo em seus destinos de origem.

De acordo com a Consultora Técnica, Nelísia Medeiros, que coordenou as visitas técnicas e reuniões, foi muito marcante nos equipamentos visitados a busca pela sustentabilidade. “Os empresários locais mostraram o ganho que se tem na imagem e nos resultados do negócio quando se busca soluções ecológicas, padrões de qualidade e certificação”, disse ela.

Esta viagem técnica faz parte da 5º etapa do Benchmarking em Turismo 2010 – Vivências Brasil, com foco de observação em turismo de sol e praia. A próxima etapa a partir do dia 27 de setembro, focada em ecoturismo, no Pantanal, será o último dos seis destinos nacionais visitados este ano pelo Benchmarking, que é executado pela ABAV em parceria com o SEBRAE e Ministério do Turismo.

Búzios

Entre os equipamentos visitados em Búzios, a Pousada Telhado Verde utiliza aquecimento solar, captação de água da chuva, iluminação com sensores de presença, utilização de produtos naturais na limpeza, reciclagem, além da compostagem de resíduos.

Já a Pousada Ville La Plage, além das várias soluções ecológicas, mantém parcerias com organizações não governamentais e promove os Cafés com a comunidade local, onde são discutidos temas de interesse geral e resolução de conflitos. A Pousada criou também um programa de qualificação de mão-de-obra em que os funcionários são convidados a se hospedar no hotel com sua família em um final de semana para perceberem falhas no atendimento que possam ser corrigidas.

Arraial do Cabo

Em Arraial do Cabo os empresários conheceram e analisaram produtos turísticos diferenciados, entre eles a possibilidade de fazer mergulho de estudo arqueológico em locais onde aconteceram naufrágios históricos.

Também visitaram um restaurante flutuante, com uma “fazenda marítima” de produção de mexilhões, onde também se pode observar tartarugas, pinguins e grande diversidade de espécies marinhas num cenário paradisíaco.

Para Antonio Azevedo, diretor da ABAV que participou da viagem, “são produtos e equipamentos turísticos que agradam o turista e podem inspirar os participantes do benchmarking a buscar inovações semelhantes em seus empreendimentos”.

Cabo Frio

Em Cabo Frio, o que mais surpreendeu, segundo o representante do Ministério do Turismo que participou da viagem, Fernando Caixeta, é o trabalho de regulamentação e fiscalização da orla. “A Guarda Marítima é bastante estruturada e atuante e faz trabalho exemplar de fiscalização em terra e mar evitando conflitos entre embarcações e banhistas e garantindo a exploração comercial da praia de forma ordenada”, disse ele, lembrando também que a prefeitura mantém um programa permanente de recomposição da vegetação de restinga das praias.

O reflexo do trabalho desenvolvido pela Guarda Marítima de Cabo Frio pode ser constatado pelos participantes do Benchmarking na Praia do Peró, considerada a mais limpa do Brasil, e que têm quiosques e banheiros distribuídos em harmonia com o belo visual proporcionado pelo contraste do mar azul e da areia branca.

Seminário de Entidades

A programação da missão de Benchmarking incluiu um Seminário com entidades públicas que atuam na promoção do destino. Isac Tillinger, secretário de turismo de Búzios disse que as ações de marketing de Búzios são focadas no público de alto poder aquisitivo, potencializando o glamour que sempre esteve associado ao nome da cidade. “Nossa assessoria de imprensa é mais direcionado para as colunas sociais do que para os cadernos de turismo e mídias especializadas”, revelou.

Já o secretário de turismo de Cabo Frio, Gustavo Beranger, mostrou o projeto “Conhecendo Cabo Frio”, que estimula estudantes e moradores a visitar os principais pontos turísticos da cidade, para que eles tenham as informações básicas quando forem abordados por turistas.

Marco Simas, secretário de turismo de Arraial do Cabo, focou sua palestra no trabalho desenvolvido pelo município para combater o turismo predatório. “Com fiscalização ostensiva nós conseguimos inibir a vinda daqueles turistas que não consomem na cidade, trazem tudo de casa, sujam a praia e exageram no consumo de bebidas alcoólicas e na poluição sonora”, explicou o secretário. Ele disse também que a divulgação de Arraial do Cabo é mais focada na riqueza histórico-cultural da cidade.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em