Brasil preside comitê da OMT

Governo brasileiro será um dos responsáveis pela avaliação de candidaturas dos membros afiliados da organização

  
  

O Brasil foi eleito, na última reunião do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT) como presidente do Comitê de Avaliação de Candidaturas a Membros Afiliados da organização. Representantes do Ministério do Turismo (MTur) estiveram presentes no evento, que foi realizado em Puerto Iguazú, na Argentina, em 7 e 8 de junho , e contou com o apoio do governo do Brasil e do Paraguai.

O comitê aprovou o ingresso de 14 entidades do setor privado de diversos países como membros afiliados da OMT. Entre eles, o Instituto Internacional Polo Iguassu, do Brasil. Os Membros Afiliados são representantes do setor privado no âmbito do turismo, como organizações não-governamentais, instituições educacionais, sindicatos e associações. O objetivo é permitir a cooperação público-privada no turismo. Atualmente existem cerca de 400 membros afiliados, representados em três conselhos distintos: Empresarial, de Educação e Conselho de Destinos.

Os membros podem participar de grupos de trabalho, reuniões da Assembléia-Geral e outros eventos da OMT, como seminários e debates. Esses membros também tem acesso ao mercado virtual "Members to Members".

A 88 ª sessão do Conselho Executivo também foi uma oportunidade para os membros da OMT refletirem e dialogarem sobre os futuros desafios enfrentados pela indústria do turismo, além de procurarem propostas de como a organização pode resolvê-los de forma mais eficaz.

Patric Krahl, diretor do departamento de Relações Internacionais do Ministério do Turismo (MTur), destacou a importância da participação do Brasil na reunião: “A participação brasileira nas decisões da OMT é a demonstração de um reconhecimento pelos trabalhos executados pelo governo brasileiro na área turística. Além disso, permite que o MTur se informe sobre possíveis programas e ações que possam beneficiar o setor turístico nacional”, disse ele.

Além disso, foi assinado, durante o jantar de encerramento da reunião do Conselho Executivo em Foz do Iguaçu, um Memorando de Entendimento entre o governo brasileiro e o do Zimbábue. Este memorando pretende fortalecer as relações e a cooperação técnica entre os países. Entre outras coisas, o documento prevê a possibilidade de facilitação do fluxo turístico entre os países, além da troca de informações, estatísticas e metodologias de desenvolvimento de políticas no âmbito do turismo.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em