Brasileiro é nomeado Diretor Executivo da Organização Mundial do Turismo

Evento, em Astana (Cazaquistão), contou com a presença do secretário executivo do MTur, Mário Moysés

  
  

O secretário executivo de Relações Institucionais da Presidência da República, Márcio Favilla Lucca de Paula, acaba de ser nomeado Diretor Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT), órgão vinculado à Organização das Nações Unidas (ONU). Além de Favilla, comporão a diretoria executiva Fréderic Pierret, da França, e Zoltán Somogyi, da Hungria. Durante o evento, a 50ª. Reunião da Comissão Regional da OMT para as Américas (CAM), o secretário executivo do MTur, Mário Moyses, ressaltou os esforços realizados para minimizar os efeitos negativos da crise no turismo nacional. A reunião aconteceu em Astana, no Cazaquistão.

O secretário executivo do MTur falou do momento positivo vivido pelo país e sobre os preparativos para receber a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. “Estamos orgulhosos da escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016, porque defendemos essa candidatura com paixão e profissionalismo. Temos motivos para estamos felizes”, respondeu o secretário.

Para Mário Moysés, o Brasil se transformará nos próximos anos. “Muitos investimentos públicos e privados serão realizados, dando ao país mais qualidade para os transportes, hotéis, a segurança e os aeroportos. O Brasil e o Rio de Janeiro mudarão muito até 2016. E para melhor”.

De acordo com o secretário, “a Copa de 2014 e os Jogos de 2016 serão importantes não apenas para o país, mas para toda a América Latina que, sem dúvidas, vai se beneficiar com a visita dos turistas ao Brasil. Neste sentido, os países latino americanos deverão se unir na promoção e divulgação destes eventos”.

Questionado sobre a capacidade do Brasil em hospedar grandes eventos, o secretário lembrou que o país, além de sua experiência de décadas com o carnaval e outros eventos populares, demonstrou competência e maturidade ao sediar a Eco 92 e os Jogos Pan-americanos, ambos realizados no Rio de Janeiro. “Estamos preparados. Além disso, o Brasil vive um bom momento econômico e nos próximos 6 anos, durante os preparativos para a Copa e os Jogos Olímpicos, vamos nos desenvolver ainda mais. Somos um povo feliz e hospitaleiro e todos os visitantes serão recebidos com festa e profissionalismo”, completou Mário Moysés.

Investimentos em múltiplas frentes foram lembrados. Segundo o secretário, “Teremos profissionais capacitados, transporte público de qualidade e segurança nas ruas. Hospedar eventos internacionais tão importantes é uma oportunidade de crescimento, como aconteceu em Barcelona, Atenas e Pequim. Ampliaremos nossos recursos e investiremos em infraestrutura”.

A crise mundial também foi assunto, durante a entrevista. Para o secretário executivo, o país foi atingido, como todo o mundo, mas atravessou o momento difícil e ainda obteve resultados positivos. “Recebemos mais ou menos 5 milhões de estrangeiros por ano. Esse número caiu com a crise, claro, mas nosso mercado doméstico se manteve firme. Nos últimos meses houve recorde em desembarques nacionais, o que demonstra a força do nosso mercado turístico interno”.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em