Copa, Olimpíadas e Redes Sociais para conquistar turistas ingleses

Brasil participa da World Travel Market, em Londres, uma das mais importantes feiras de turismo do mundo

  
  

Cultura, natureza, esportes, negócios e eventos, história, festas populares, gastronomia. Toda a diversidade do Brasil está sendo apresentada na WTM (World Travel Market). A feira, que começou na última segunda-feira (09), atrai profissionais das principais operadoras de turismo, companhias aéreas, empresas de receptivo do mundo.

A WTM é o primeiro grande encontro internacional de turismo do qual o Brasil participa como sede confirmada da Copa 2014 e Jogos Olímpicos 2016, o que credencia o país como um dos principais destinos internacionais para a realização de grandes eventos. O Brasil já é o 7º destino do mundo que mais realiza eventos internacionais, de acordo com o ranking da International Congress and Convention Association (ICCA).

Participam desta 30ª edição da WTM a presidente da Embratur, Jeanine Pires, e o diretor de Marketing Walter Vasconcelos, além de 54 co-expositores, entre estados, municípios, empresas de turismo e companhias aéreas. As novas ferramentas e estratégias utilizadas para promover o Brasil como um dos destinos turísticos emergentes no mundo foram apresentadas aos jornalistas especializados e profissionais que visitaram o estande do Brasil no primeiro dia da feira.

Uma delas é a utilização maciça das redes sociais para promover os destinos brasileiros no exterior, com ações no Twitter, Facebook, Hi5 e Flickr, um canal exclusivo no Youtube com vídeos sobre o Brasil e divulgação de dados do Brasil por meio de telefonia celular.

O foco em ações online não é à toa: turistas que buscam informações sobre o Brasil em importantes países emissores têm na internet a sua principal fonte de dados. E o Reino Unido (64%) lidera a lista, ao lado da Espanha (64%), seguidos de Portugal (56%), Holanda (53%), Itália (45%) e Estados Unidos (31%).

Ofensiva pós-crise econômica

Outra novidade que será apresentada aos profissionais de turismo que visitarem a feira é o programa “Brasil Now”, criado para incrementar - por meio de uma inédita parceria púbico-privada - a comercialização de destinos turísticos brasileiros na Europa e enfrentar a sazonalidade das vendas.

Lançado no início do ano para combater os efeitos da crise econômica mundial no turismo brasileiro, o programa Brasil Now tem, em sua etapa européia, um caráter mais ofensivo: “Já existem sinais de que a economia mundial e, especificamente a européia, está se recuperando. O tráfego aéreo continua em queda, mas já menos acentuada”, avalia a presidente da Embratur, Jeanine Pires. “Queremos aproveitar este momento e posicionar bem o Brasil no mercado quando a economia estiver reaquecida”, diz.

Na Europa, a promoção tem a participação das duas principais companhias aéreas que operam rotas para o Brasil - TAM e TAP –, e conta com a parceria de diversas entidades privadas brasileiras: ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), Associação Brasileira de Resorts (ABR), FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil) e BITO (Associação de Turismo Receptivo no Brasil). TACA e Gol/Varig também participam do programa, em sua etapa sul-americana.

Em destaque: 50 anos de Brasília

E a Capital do País será o tema do painel central do estande da Embratur, em novo layout lançado na WTM. A Catedral e o Congresso Nacional, duas das maiores belezas arquitetônicas de Brasília, estarão estampadas em feiras internacionais de turismo que acontecem em 2009 e 2010.

“A Embratur já trabalha com o conceito de modernidade em suas ações de promoção internacional e não poderíamos deixar passar esta oportunidade, de divulgar Brasília mundialmente aproveitando o aniversário de 50 anos da Capital do País”, disse Jeanine.

Conheça o perfil do turista britânico que visita o Brasil

- Lazer é a motivação de 38,7% dos turistas ingleses que visitam o Brasil
- 23,9% vão a Negócios
- 34,7% visitam amigos e parentes
- Dos que viajam a lazer, 39,1% buscam destinos de Sol e Praia e 20,1% querem destinos de Natureza, Ecoturismo e Aventura.
- Já 27,3% buscam algum tipo de vivência com a cultura brasileira.
- 51,5% dos ingleses se hospedam em hotéis e pousadas e 30,1% ficam em casa de amigos ou parentes.
- O turista inglês gasta, em média, U$ 67,8 por dia. O turista de lazer gasta U$ 78,1 e o que visita o Brasil a negócios gasta U$ 142,1.
- A permanência média é de 22,5 dias.
- Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu, São Paulo, Salvador e Angra dos Reis (RJ) são os destinos preferidos dos ingleses que visitam o Brasil a lazer.
- Já os que vão ao País a negócios preferem São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Brasília.
- 47,6% já tinham visitado o Brasil em outras ocasiões.
- 94,7% têm intenção de voltar ao Brasil.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em