Delegações de 40 países participam do evento que acontece no Rio de Janeiro

Os micro e pequenos negócios ocupam papel fundamental para o desenvolvimento do turismo brasileiro, com grande potencial para gerar renda e emprego. A discussão desse papel ganhará espaço na Feira das Américas, a maior d

  
  

Os micro e pequenos negócios ocupam papel fundamental para o desenvolvimento do turismo brasileiro, com grande potencial para gerar renda e emprego. A discussão desse papel ganhará espaço na Feira das Américas, a maior do turismo na América Latina.

O evento chega este ano à sua 35ª edição e acontecerá no Riocentro no Rio de Janeiro (RJ) de 24 a 27 de outubro. Junto com a feira haverá o Congresso Brasileiro das Agências de Viagens. A abertura oficial acontecerá na quarta (24) às 11 horas.

A feira é restrita a profissionais do setor. No último dia do evento (27), no entanto, o público terá acesso ao Pavilhão 3 de exposição das 12h às 19h30. A Feira das Américas é realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav). Parceiro da Abav no Programa de Desenvolvimento Setorial em Agenciamento e Operações Turísticas (Proagência), o Sebrae participará da Feira e do Congresso.

Em 2006, a Feira das Américas recebeu cerca de 22 mil pessoas e delegações de 30 países. Em 2007, espera-se um público próximo ao do ano passado. Mais de 700 empresas levarão produtos e serviços turísticos a serem divulgados no espaço montado no Riocentro, que terá a participação de mais de 40 países.

Cerca de nove mil agentes de viagem devem estar no evento. A Abav estima que os congressistas movimentem, na cidade do Rio de Janeiro, em torno de R$ 14 milhões com gastos em hospedagem, alimentação e transporte. Entre os expositores participarão companhias aéreas nacionais e estrangeiras, operadoras de turismo, cruzeiros marítimos, redes hoteleiras, empresas de assistência ao viajante, empresas de tecnologia e destinos turísticos do Brasil e exterior.

"A feira representa uma oportunidade para se discutir resultados e avanços do Proagência e de levarmos aos agentes de viagens temas importantes da atualidade, como a implementação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa", informa Dival Schmidt, coordenador do Proagência no Sebrae Nacional. Dival ressalta a presença no evento das unidades estaduais do Sebrae, envolvidas diretamente com as ações do programa.

Interatividade:

O diretor-técnico do Sebrae Nacional, Luiz Carlos Barboza, fará palestra no Congresso Brasileiro de Agências de Viagens no dia 25, às 10h, sobre 'Turismo Receptivo – Como o Setor de Receptivo pode se organizar para atingir o resultado esperado"'. No dia 26, Barboza coordena o seminário 'Agências de Turismo – Força renovadora do turismo' às 10h.

Neste seminário será lançado oficialmente o Portal da Abav, fruto da parceria desta entidade com o Sebrae. O endereço eletrônico se baseará na interatividade e no visitante. Tanto o turista quanto o empresário do setor terão à sua disposição grande número de informações sobre roteiros, pacotes temáticos e destinos.

"Se o visitante do site quiser uma informação sobre os Lençóis Maranhenses, por exemplo, ao pesquisar verá uma lista das agências que fazem este roteiro", exemplifica João Martins Neto, presidente da Abav.

Uma das características do Portal Abav é que as agências de viagens cadastradas deverão definir sua vocação em opções como turismo religioso, de aventura, negócios, rural e vários outros, o que facilitará a busca de negócios por área.

Cursos de gestão:

Durante o seminário, será apresentada uma retrospectiva do Proagência, com um balanço das ações desenvolvidas para aprimorar o desempenho profissional e empresarial dos agentes de viagem e operadores turísticos. O Proagência resulta de convênio entre Abav e Sebrae Nacional em agosto de 2005 e contou, em um primeiro momento, com uma pesquisa que avaliou o setor de turismo brasileiro.

Outra ação do programa foi levar cursos de gestão de turismo para profissionais em todas as 27 capitais brasileiras. O lançamento do Portal da Abav é um dos frutos desta colaboração entre as duas entidades.

O programa tem como objetivo ampliar a competitividade do setor de turismo, a qualidade do serviço oferecido e a capacidade de geração de receitas das micro e pequenas empresas do setor. Dados do Ministério do Turismo mostram que cerca de 90% das empresas do segmento são MPE. "Com números desse porte referentes à presença de micro e pequenas empresas no setor de turismo, é altamente significativa a parceria entre Sebrae e Abav", afirma João Martins Neto.

Fonte: Sebrae/MS

Del Valle Editoria

Contato: vininha@vininha.com

Site: www.animalivre.com.br

  
  

Publicado por em