Economia da Experiência surpreende no Salão do Turismo

Salão encerrado neste domingo (5) em São Paulo encontou com índios, aquário, Santos Dumont em pessoa e poções do amor do Ver o Peso de Belém do Pará

  
  
O ator Sílvio Mora vestido como Santos Dumont em frente ao aquário com peixes do Rio Bonito, de Mato Grosso do Sul

Flutuar com os peixes em Bonito (MS), conversar com Santos Dumont em Petrópolis (RJ), comprar o óleo Atrativo do Amor da barraca de Dona Socorro, no mercado Ver o Peso (PA), e dançar com os índios pataxós, de Porto Seguro (BA). Tudo isso em apenas uma hora.

A economia da experiência foi uma das principais atrações da 4ª edição do Salão do Turismo, encerrado neste domingo (5) em São Paulo. Ela é caracterizada por produtos e serviços que representam experiências turísticas únicas. Vão muito além do passeio, da visita. Remetem a lembranças de vida ou a novas vivências, surpreendendo a quem as experimenta.

A experiência-piloto começou no Vale dos Vinhos, no Rio Grande do Sul, envolvendo oito municípios e 70 empreendimentos. O projeto é uma parceria do Ministério do Turismo, Sebrae, Instituto Marca Brasil e o Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares. “Para cada empreendimento nós criamos uma inovação, uma vivência única”, diz a diretora executiva do sindicato gaúcho, Marcia Ferronato.

Uma dessas experiências é a trilha que leva a um paiol que abriga um ambiente que remonta aos tempos de antigos romances históricos, na Osteria Della Colombina, um restaurante típico italiano no município de Garibaldi. A partir do piloto, segundo Marcia, quatro outros destinos estão sendo desenvolvidos: Bonito, Petrópolis, Belém e Porto Seguro.

“Nesses destinos ainda estamos formatando uma pequena inovação para cada empreendimento”, diz. O objetivo do projeto é lançar os cinco destinos da economia da experiência, com produtos e roteiros, até o final do ano.

No Salão

“A sensação é muito bacana. Dá vontade de conhecer Bonito”, diz o vereador mineiro Marcio da Silva. No espaço de Bonito, no Salão do Turismo, foi possível o visitante sentir-se embaixo da água cristalina do mais belo rio do Mato Grosso do Sul. Os peixes ficaram acima da cabeça dos visitantes.

Segundo Clayton Gomes, diretor de Turismo da Secretaria de Turismo de Bonito, a visitação na cidade é uma grande experiência. Por mês, a região recebe cerca de 1.200 turistas. “Todos os passeios respeitam capacidade máxima de carga. O equipamento de flutuação pode receber no máximo 120 pessoas por dia, em grupos de 8 a 10 pessoas”, diz.

Quem foi, no Salão, até o espaço do Mercado Ver o Peso deparou-se com Socorro Soares da Silva e sua barraca de garrafadas para sorte, negócios e defesa. “Se eu fosse vender isso aqui no Salão tava perdida. São centenas de pessoas atrás das garrafadas, diz. A mais procurada é a 'Atrativo do Amor'. Descobri que a mulher paulista está encalhada”, diz Socorro, brincando. Ela atua no mercado em Belém há 25 anos. No Salão, ela não pôde vender seus produtos, mas na capital paraense vende “dezenas por mês".

O visitante do Salão também teve a oportunidade de conhecer um pouco da história dos índios pataxós no espaço do Descobrimento. Dois índios, Apetxiemâ e Aktxawã, explicam que dentro da reserva indígena Pataxó Aldeia Velha o visitante pode fazer a trilha dos ancestrais e conhecer as armadilhas colocadas nos caminhos.

A aldeia possui 170 famílias que vivem do turismo, da agricultura e da pesca. O visitante do Salão também tirou fotos ao lado de Pedro Álvares Cabral e de uma pequena réplica de uma caravela do descobrimento. Outro visitante ilustre do Salão do Turismo foi Santos Dumont. No espaço de Petrópolis, o ator Silvio Mora vestiu-se como o famoso aviador. “Apenas nos três primeiros dias de salão tirei mais de mil fotos”, conta.

May-Lin Falcone da Rocha, da Fundação de Cultura de Petrópolis constatou que a maioria das pessoas surpreende-se com os atrativos culturais de Petrópolis. “Muitos paulistanos nos procuram porque estão atrás de uma alternativa a Campos do Jordão”.

Serviço
Agência Sebrae de Notícias – (61) 3348-7138 e 3348-9362
www.agenciasebrae.com.br

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

  
  

Publicado por em