Encontro de países do Mercosul debate roteiros turísticos integrados

A meta do MTur é um crescimento do PIB turístico atual, de US$ 77 bilhões, para US$ 130 bilhões em 2020

  
  

O secretário Nacional de Políticas de Turismo, Vinícius Lummertz, participa, a partir desta quinta-feira (20/11), da 14ª reunião de ministros do Turismo do Mercosul.

O encontro na cidade de Buenos Aires, na Argentina, terá a presença dos ministro anfitrião, Carlos Meyer; Liliam Kechichián, do Uruguai; Marcela Bacigalupo do Paraguai; e Andrés Izarra, da Venezuela. Lummertz também participa da 58ª reunião especializada do Turismo do Mercosul.

Entre as propostas de integração de roteiros, destacam-se a da Argentina, que tem por objetivo unir as missões jesuíticas de países do Mercosul; a do Brasil, para integrar destinos de aventura, ecoturismo, turismo cultural e de sol e praia; e a da Venezuela, que visa promover ações de parceria entre as cidades de Manaus e Isla Margarita; e a rota Grandes Quedas D’água, que compreende o Salto Ángel, na Venezuela, e as Cataratas do Iguaçu no Brasil, Argentina e Paraguai.

Outra discussão que está na pauta da reunião de ministros é a uniformização e qualidade das estatísticas de turismo.

“É fundamental que o país se alinhe tecnicamente aos outros, para garantir a homogeinidade das informações”, disse o secretário Vinicius Lummertz.

Para ele, os temas são essenciais a um país que hoje busca aumentar o número de visitantes estrangeiros, assim como avançar no ranking das economias turísticas.

A meta do MTur é um crescimento do PIB turístico atual, de US$ 77 bilhões, para US$ 130 bilhões em 2020, como projeta o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).

“Boa parte dos estrangeiros que vêm ao Brasil são do Mercosul e temos que ter atenção com estes mercados”, disse Lummertz.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, pelo menos 46,2 % dos estrangeiros que visitam o Brasil são dos países vizinhos, com destaque para os argentinos, que representam pelo menos 29,4% desse grupo, além da presença de uruguaios, chilenos e paraguaios.

Visite; www.revistaecotour.com.br

Fonte: Mtur / Cláudia Sanz

  
  

Publicado por em