FBC&VB renova contrato com Embratur para a comercialização dos estandes nas feir

Mario Brizon O presidente da Federação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux (FBC&VB), João Luiz dos Santos Moreira confirma que foi renovado na última quinta-feira (26/07) o contrato com

  
  

Mario Brizon

O presidente da Federação Brasileira de Convention & Visitors Bureaux (FBC&VB), João Luiz dos Santos Moreira confirma que foi renovado na última quinta-feira (26/07) o contrato com a Embratur para a comercialização dos estandes no cooperado brasileiro nas feiras internacionais de turismo. A nova validade vai até o mês de setembro de 2008.

Para Moreira, a importância estratégica dessa parceria é que ela dá sustentabilidade aos programas definidos pelo Plano Nacional de Turismo 2007-2010. "É o reconhecimento de uma prestação de serviços que iniciou-se no ano de 2003 e possibilitou o crescimento do número de empresas privadas e órgãos estaduais e municipais de turismo na promoção, marketing e comercialização de produtos e serviços brasileiros no exterior", disse.

O cronograma das feiras do segundo semestre já está disponível no endereço eletrônico da Federação (www.fbcvb.org.br) e Moreira informa que as vendas já foram realizadas e os clientes receberam uma senha para confirmar a sua participação. Não ocorrendo isso, o cliente que estava na situação de reserva é automaticamente chamado.

Segundo o presidente da FBC&VB, as capacidades para cada uma das feiras serão as mesmas do calendário de feiras do segundo semestre do ano de 2006 e disse que o contrato mantém também as mesmas bases. "Nosso contrato é restrito à comercialização de cooperados privados e públicos na participação do estande brasileiro em feiras no exterior", finalizou.

Elias Borges, gerente de Eventos da FBC&VB ressaltou que desde 2003, quando a FBC&VB foi escolhida para ser parceira da Embratur na coordenação do programa de feiras internacionais, os números do programa deram saltos significativos. "A implantação de um sistema eletrônico de gerenciamento das inscrições para as feiras foi um divisor de águas na história das feiras", disse.

Ele explica ainda que passados quatro anos dessa parceria e com o lançamento da 2ª fase do Plano Aquarela, a FBC&VB teve que readequar a forma de trabalho das feiras para atender às diretrizes do plano. "As feiras cresceram muito em números e quantidade com todo o trabalho e inovações adotadas pela FBC&VB e a partir de agora o foco será a qualidade, sempre adequada às orientações do Plano Aquarela. Desta forma, o sistema de inscrições passa por uma mudança que tem como principal objetivo ampliar as condições favoráveis para a presença do trade brasileiro nas feiras e dar ainda mais qualidade à exposição do Brasil nestas feiras", informa.

O gerente da FBC&VB acrescenta que haverá um aperfeiçoamento do processo de inscrições, obedecendo rigorosamente a critérios estabelecidos pelo Plano Aquarela naquilo que se refere à promoção do Brasil no exterior por meio da participação em feiras de negócios. "O perfil dos co-expositores será analisado detalhadamente e as empresas e entidades do trade serão pré-inscritas nas feiras levando-se em conta três critérios principais que são o mercado de atuação no exterior da empresa ou entidade; os produtos principais comercializados ou disponibilizados pelo destino dentre os cinco segmentos do Plano Aquarela, que são Sol e Praia, Ecoturismo, Esporte, Cultura e Turismo de Negócios e Eventos; e experiência em feiras internacionais, ou tempo de participação" explica.

Elias Borges informa ainda que terão prioridade empresas que já atuam no país da feira, trabalham com produtos, serviços e destinos recomendados como prioritários naquele mercado e que tenham mais tempo de participação em feiras internacionais. "Essa verificação será realizada automaticamente pelo novo sistema de inscrições a partir de uma análise detalhada e do cruzamento de dados de todas as empresas e entidades do trade", finaliza.

Fonte: Mercado & Eventos

  
  

Publicado por em