Feira Internacional do Livro de Frankfurt 2013 mostra o Brasil ao mundo

O Brasil será homenageado da Feira do Livro de Frankfurt, a maior e mais importante do gênero

  
  

A Feira Internacional do Livro de Frankfurt 2013, que acontece de 9 a 13 de outubro, será especial para o País. É que nesta edição, o Brasil será homenageado e a produção editorial ganha maior destaque no evento.

O já tradicional estande coletivo, localizado no Hall 5.1, teve o espaço ampliado para 700 metros quadrados, para abrigar as mais de 100 editoras que irão expor seus livros e projetos editoriais.

A participação brasileira tem a organização dos ministérios da Cultura e das Relações Exteriores, Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Fundação Nacional de Artes (Funarte) e Câmara Brasileira do Livro (CBL).

O Brasil, pela segunda vez (a primeira foi em 1994), é o País Homenageado da Feira do Livro de Frankfurt, a maior e mais importante do gênero no mundo.

Mais de 100 editoras, de dez Estados e Distrito Federal estarão presentes. Além disso, mais de 70 autores representarão os escritores brasileiros no evento.

Foco na internacionalização

A participação brasileira em Frankfurt reafirma o interesse do mercado editorial na internacionalização do livro. A CBL, por meio do projeto Brazilian Publishers, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), oferece todo o suporte para que as editoras divulguem suas obras e autores em feiras no exterior e em ações que possibilitam a prospecção de novos mercados, atestando a qualidade da produção editorial brasileira.

Na Feira de Frankfurt, especificamente, os expositores do estande coletivo do Brasil terão todo o suporte para acompanhar a dinâmica de negociações e absorver as melhores práticas de mercado, além de participações em palestras e visitas guiadas aos diversos estandes e eventos durante a Feira.

Para a presidente da CBL, Karine Pansa, a oportunidade que o Brasil tem nesta edição da Feira Internacional do Livro de Frankfurt é única para o setor do livro.

“A nossa produção estará no foco das atenções do mercado mundial, com isso, as oportunidades de crescimento de negócios são inúmeras”, aponta. “A Feira de Frankfurt também é o momento para o País mostrar sua cultura ao mundo”, observa Karine Pansa.

Extensa programação

A programação do Brasil em Frankfurt é extensa e vai além da produção editorial. No pavilhão brasileiro, um espaço com 2.500 metros quadrados, serão apresentadas mais de 30 mesas sobre literatura, com a participação de mais de 70 autores convidados, e inúmeras intervenções artísticas.

“A escolha dos escritores que participarão da Feira de Frankfurt foi bastante difícil, porque temos excelentes nomes. Seguindo critérios de publicação no exterior, obras traduzidas para outros idiomas, diversidade e pluralidade, entre outros, resultaram em mais de 70 autores. Para mim, a seleção representa a criação literária brasileira sem qualquer estereótipo, mas destacando seu domínio criativo”, observa Renato Lessa, presidente da FBN.

Já a programação cultural brasileira em Frankfurt tem início em 23 de agosto, com show do rapper paulista Criolo. Serão ocupados 15 espaços, realizadas 9 exposições, 10 apresentações musicais, 5 espetáculos de teatro, 2 espetáculos de dança, 5 projetos de performance, instalações e videoarte e um ciclo de leitura de dramaturgia.

Visite: www.revistaecotour.com.br

Fonte: Camilla Lisboa

  
  

Publicado por em