Festival de Turismo reúne operadores e agentes de 14 países

Referência para o setor na América do Sul, este evento promove a divulgação das atrações do chamado Destino Iguaçu.

  
  

Mais de 2,5 mil agentes e operadores de turismo participam em Foz do Iguaçu (PR) do 3º Festival Internacional do Turismo. Aberto na noite da quarta-feira (25/6), o evento reuniu profissionais da indústria do turismo de 14 países.

O objetivo dos organizadores é fortalecer o turismo de negócios e promover a divulgação das atrações do Destino Iguaçu, com destaque para o Parque Nacional do Iguaçu, a usina de Itaipu e passeios de ecoturismo e aventura da região.

Referência para o setor na América do Sul, a expectativa é de que o Festival Internacional do Turismo gere divisas e negócios na ordem dos US$ 10 milhões, além de promover novas técnicas de gestão em turismo. Paralelamente ao evento, serão realizados ainda uma mostra de trabalhos científicos, o 2º Fórum Internacional do Iguaçu e o 3º Encontro Paranaense de Pesquisadores em Turismo.

O Festival Internacional do Turismo, que vai até sábado (28/6) e inclui palestras e seminários sobre viagens de negócios e turismo sustentável, é uma iniciativa do trade turístico local em conjunto com parceiros como a TAM e a Itaipu Binacional.

Na cerimônia de abertura do evento, o diretor comercial da companhia aérea, Klaus Kühnast, destacou Foz do Iguaçu como um destino estratégico para o setor aéreo brasileiro.

A empresa, que opera seis vôos diários para a cidade, estuda ampliar este número com a aquisição de 13 aeronaves no segundo semestre deste ano. “Foz do Iguaçu é uma das principais portas de entrada para estrangeiros no Brasil. E a TAM responde por 74% dos passageiros transportados em vôos internacionais operados por companhias nacionais. Logo, é um destino de grande visibilidade e prioritário para nós”, afirma Kühnast.

Foz do Iguaçu é o segundo destino turístico mais procurado por estrangeiros em férias no Brasil, segundo a Embratur, atrás somente do Rio de Janeiro. O Parque Nacional do Iguaçu, cartão postal da cidade, recebeu mais de 1 milhão de visitantes em 2007. E, no primeiro semestre deste ano, o fluxo de turistas aumentou 15% em relação ao ano passado.

Para o secretário de Turismo do Paraná, Celso Caron, o aquecimento da atividade turística em Foz do Iguaçu é resultado da mobilização do trade local, que no ano passado se uniu e buscou parcerias com entidades governamentais de turismo do Paraguai e da Argentina para lançar a campanha publicitária “Foz do Iguaçu – Destino do Mundo” e promover as atrações da cidade no Brasil e no exterior. “As fronteiras existentes em Foz do Iguaçu não representam barreiras. E hoje Foz serve de exemplo para fortalecermos a atividade turística de outras regiões do Estado”, avalia Caron.

A campanha “Foz do Iguaçu – Destino do Mundo”, que teve seu segundo filme lançado na abertura do Festival Internacional do Turismo, já apresenta resultados visíveis, na opinião de Paulo Angeli, presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e um dos organizadores do Festival Internacional do Turismo.

“Lançamos uma ofensiva para fazer de Foz do Iguaçu parada obrigatória de todo estrangeiro que venha ao Brasil e estamos vendo o resultado diariamente, nos hotéis e nos aeroportos da região. Temos condições de melhorar nossos números permanentemente. Nossa infra-estrutura e a rede hoteleira são invejáveis, além do clima, que é favorável ao turismo o ano inteiro. E o principal: atrações não nos faltam, seja para atender o turista de alto padrão ou para quem busca aproveitar a natureza e praticar esportes radicais”, destaca Angeli.

Terceira edição:

O Festival Internacional de Turismo foi idealizado para atender principalmente aos agentes e operadores de viagens. Depois de duas edições, o evento consolidou-se como um hall de negócios voltados aos empreendedores turísticos, tais como, hoteleiros, atrativos turísticos, instituições do trade turístico, associações diversas, seguradoras, companhias aéreas, órgãos públicos e privados e instituições de ensino, incluindo acadêmicos dos cursos de turismo e hotelaria, além de profissionais de jornalismo, publicidade e propaganda, e de administração e marketing.

A localização geográfica privilegiada e a infra-estrutura hoteleira e de transportes, também contribuem para Foz do Iguaçu chegar ao patamar de “Destino de Negócios”. A região, com o município paranaense no epicentro, soma três aeroportos internacionais, com vôos diretos a Buenos Aires, Chile, Uruguai Paraguai, Bolívia, além de grandes centros brasileiros, o que possibilita grande mobilidade dos expositores e palestrantes, aumentando significativamente a abrangência da feira.

A rede hoteleira, a quarta maior do Brasil, também é altamente capacitada, com serviços oferecidos por grandes bandeiras e redes de hotéis, de renome nacional e internacional.

Eventos paralelos:

Paralelamente ao festival, ocorrerão o II Fórum Internacional do Iguaçu e o III Encontro Paranaense de Pesquisadores em Turismo. No primeiro caso, a gestão do turismo será apresentada em cases de sucesso aplicados na América Latina. Será a oportunidade para pesquisadores, professores e acadêmicos de turismo apresentarem artigos e estudos elaborados para o desenvolvimento sustentável do segmento.

Fonte: Assessoria de Imprensa - Itaipu

  
  

Publicado por em