Frontur 2009 reúne especialistas sul-americanos para debater o turismo de fronteira

Representantes do poder público e do setor privado e acadêmicos discutem desafios a serem superados para a consolidação do segmento

  
  

Os problemas relacionados ao trânsito de pessoas nas fronteiras secas da América do Sul são a matéria-prima dos Seminários Internacionais de Turismo de Fronteira que chegam a sua sexta edição nesta semana. Desta vez, os debates, que envolvem temas como Infraestrutura, legislação e integração produtiva no Mercosul, acontecerão em Santa Maria (RS), de 13 a 15 de outubro.

“O Frontur nasceu de uma parceria entre o Ministério do Turismo (MTur) e professores universitários focando problemas pontuais das fronteiras do sul do país. Hoje, depois de dez anos, incorporou outras regiões e se tornou um fórum com a participação de vários ministérios brasileiros e representantes de governos e acadêmicos dos países fronteiriços”, conta a coordenadora do Frontur, professora Norma Moesch. A discussão atualmente envolve estados brasileiros das regiões Norte e Centro-Oeste que fazem divisa com o Paraguai e a Bolívia, por exemplo.

O Frontur 2009 conta com a participação de representantes do setor público e pesquisadores da Argentina, do Paraguai e Uruguai, além de brasileiros dos estados do Rio Grande do Sul, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e de Roraima. Legislação do Mercosul, Infraestrutura na Faixa de Fronteira, Política de Concertação de Fronteiras e Vivências de Fronteiras são algumas das palestras previstas no evento.

Ao final dos trabalhos, as conclusões das discussões e dos debates serão condensadas na Carta de Santa Maria 2009, documento que deverá balizar as futuras decisões políticas relacionadas ao turismo de fronteiras.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em