Governo e trade de Sergipe discutem exploração do potencial turístico do Parque da Cidade

O Parque da Cidade foi inaugurado em 1979 e teve a sua principal atração, o zoológico, criada em 1985.

  
  

Com o objetivo de apresentar o potencial do Parque José Rollemberg Leite, mais conhecido como Parque da Cidade, aos profissionais ligados ao turismo em Sergipe, representantes de diversas instituições do setor estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, 6, durante mais uma edição do ‘Café com o Trade’. O encontro, promovido pela Empresa Sergipana de Turismo (Emsetur), foi realizado na sede do Parque e presidido pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia e do Turismo, Jorge Santana.

O Parque da Cidade foi inaugurado em 1979 e teve a sua principal atração, o zoológico, criada em 1985. A unidade é administrada pela Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e recebe cerca de 300 mil visitantes por mês. O complexo dispõe de uma área de 930 mil metros quadrados, composta por 400 animais de 46 espécies, sendo que apenas três deles pertencem à chamada fauna exótica.

Aproximadamente 50% da área do local é composta pela vegetação da Mata Atlântica.O Parque dispõe ainda de áreas esportivas, teleférico, espaços para trilhas e o mirante com a imagem de Nossa Senhora da Conceição. No início deste ano a unidade recebeu uma série de melhorias, fruto do programa Sergipe Capital, como a recuperação das via asfáltica e a implantação de sinalização horizontal e vertical.

De acordo com o secretário Jorge Santana, o espaço apresenta todos os requisitos necessários para explorado pelos setores ligados ao turismo. “Temos um conjunto de atrações e espaços voltado para a prática esportiva, caminhadas e trilhas . O Parque da Cidade dispõe de uma excelente infraestrutura e penso que esta é mais opção a ser incorporada pelo trade. Quanto mais diversificado for nosso portifólio, mais turistas seremos capazes de atrair para o nosso estado”, salientou.

Oportunidades

Uma das estratégias discutidas para ampliar o número de visitantes é a utilização do Parque como um espaço voltado para a prática de esportes radicais. O presidente da Associação Sergipana de Vôo Livre, Igor Caldas, relatou que a entidade apresentou um projeto junto à Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (Seel), para a construção de uma estrutura necessária à realização de voos de parapente e asa delta.

“ Temos uma proposta voltada para o ecoturismo e que será capaz de despertar nos visitantes a importância de praticar esportes e preservar o meio ambiente. Sabemos do potencial dessa área e estamos viabilizando a realização desse projeto”, afirmou. Segundo o secretário Jorge Santana, a Secretaria de Desenvolvimento e a Emsetur irão, em parceria com a Seel, tentar implementar a ação.

Outra alternativa discutida para atrair mais turistas é ampliar o espaço para a realização de trilhas ecológicas. O Parque da Cidade já dispõe de uma pequena área destinada à prática, mas a proposta é que ela consiga atrair pessoas ligadas à atividade em todo o país. O assunto será posteriormente discutido com a Emdagro.

Para garantir que os sergipanos e turistas possam conhecer melhor o Parque, ficou decidido que a Emsetur produzirá um material com todas as informações sobre a unidade.

Avaliação

O potencial turístico do Parque e a sua utilização como ferramenta para atrair visitantes foi reconhecida pelo Álvaro Rollemberg, proprietário da Pousada do Sol. “Mesmo nascendo em Sergipe não sabia que o local estava muito bem estruturado. Através dessa reunião, obtivemos todas as informações necessárias para indicá-lo como mais uma opção de visita. A partir de agora este será mais um cartão postal a ser divulgado por todos que integram o trade”, afirmou.

Fonte: Secretaia de Desenvolvimento do Sergipe

  
  

Publicado por em