Ministério do Turismo participa de reunião da OMT para as Américas

O encontro discutiu ações e medidas para driblar os efeitos da crise econômica no turismo, dentre outros temas.

  
  

Em um mercado turístico cada vez mais competitivo internacionalmente, um encontro discutiu ações e medidas para driblar os efeitos da crise econômica no turismo, dentre outros temas. A 49ª Reunião da Comissão Regional da Organização Mundial de Turismo para as Américas aconteceu na última quarta-feira (29/04), em Mendoza (Argentina), e contou com a participação de representantes do Ministério do Turismo (MTur) e dos países sul-americanos.

Além da Reunião, outro evento também debateu soluções para combater os efeitos da atual recessão econômica: o Seminário Internacional de Apoio à Gestão das Micro, Pequenas e Médias Empresas Turísticas. As perspectivas e projeções para empresas que compõe o setor, as PMEs (pequenas e médias empresas), foram o foco do encontro. Dividido em dois painéis, o evento reuniu gestores públicos e privados, ONGs, associações e organizações internacionais ligadas à atividade. O primeiro painel discutiu o aumento da competitividade entre as PMEs. Já o segundo, abordou os impactos da crise nos cinco continentes.

O secretário Executivo do MTur, Mário Moyses, apresentou as ações do ministério e do Governo Federal como forma de combater a recessão. “Falei sobre a postura brasileira nesse momento, que é de não permitir o aparecimento de ações que inibam o fluxo turístico”, afirmou.

Moyses, que participou dos dois eventos, conta que a gripe suína, também foi alvo de debates. Ele informa que a postura da Organização Mundial do Turismo (OMT) e dos participantes do encontro é de “preocupação e apoio para que todas as medidas de prevenção à doença sejam seguidas”.

Durante a 49ª Reunião da Comissão Regional da Organização Mundial de Turismo Para as Américas, o Brasil apresentou um representante ao posto de secretário-geral adjunto da OMT. Segundo o secretário Executivo do MTur, o cargo significa maior influência do País na ONU (Organização das Nações Unidas). “Significa estar no centro das discussões internacionais sobre o desenvolvimento do turismo. Além disso, poderemos colaborar para o crescimento das atividades turísticas”, finaliza.

Fonte: MTur

  
  

Publicado por em